quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Santa Maria, RS : Andrei Fagundes e sua devastação.







Andrei Fagundes, 19, 
foi um dos sobreviventes 
do incêndio na Kiss.

Os repórteres, 
incrédulos,
não cansavam de repetir a pergunta:

Você perdeu 5 amigos
 aí dentro da boate ?

E ele :

Não !!!
Eu perdi 25 amigos.
VINTE E CINCO. !  "


.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Traumas de Guerra: 1861 - 2010



terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Quarteto Morelenbaum toca Jobim



segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Proust…e o charme.









"Não resta a menor dúvida 

de que,

o charme de uma pessoa

é com menos frequência a causa de um amor

do que de respostas como :

"Não. Penso que hoje à noite

não estarei disponível. "



.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Santa Maria : Morremos em Santa Maria, RS. Fabrício Carpinejar.

OBS : O site que melhor apresentou a tragédia gaúcha, foi o do jornal de Porto Alegre, ZERO HORA.

Link  abaixo :

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/







A maior tragédia de nossas vidas"


Por Fabrício Carpinejar. "Poeta, cronista e louco pela verdade a ponto de mentir"

Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça. 

A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta.

Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa.

A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013.

As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada.

Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa.

Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio.

Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda.

Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.

Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa.

Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram.

Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo?

O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista.

A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados.

Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.

Mais de duzentos e cinquenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.

Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal.

As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso.

Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.

As palavras perderam o sentido.

sábado, 26 de janeiro de 2013

BARNES & NOBLE me roubou. (BARNES&NOBLE STOLE ME. Vandrena please send me my right item.). Vandrena por favor mande-me meu ítem certo.

.






Gosto muito de comprar na B&N.
Tem ofertas especiais de Blu ray da Criterion Collection com preços que nenhuma amazon.com da vida chega perto.

As encomendas levam meses prá chegar.
O frete é bem razoável.
Algumas encomendas não chegam.
Isto tudo dá prá aguentar.

O que não dá prá aguentar, e já aconteceu mais de uma vez,
é você ser roubado e não poder reclamar.

Há alguns anos atrás comprei uma caixa de dvd da série completa de "Queer as folk", cerca de 200 dólares.
A UPS cobrou mais 220 dólares de imposto de importação.
Quando abri a caixa do correio tinha uma volumoso exemplar de Shakespeare completo… que custava 10 dólares.

Deu uma grande dor de cabeça prá resolver todo o problema.

A UPS levou meses prá devolver o dinheiro.
A B & N fez o que pôde prá me roubar, mas terminou devolvendo o dinheiro.

Agora foi um box set de bluray com a Trilogia QATSi, os 3 filmes adorados ( Koyaanisqatsi, etc )  que saíram agora em bluray.

Comprei na pré-venda.
Logo que lançaram eles mandaram.
Acabei recendo.
Mas quando abri a caixa tinha…
uma capa do tablet nook, que custa 11 dólares.
Uma fração do preço dos blurays.

Se fosse na amazon.com ou outra loja decente, em minutos eles dão um resultado do que aconteceu e corrigem o erro deles.
(Sem dúvida alguém embalou errado. A caixa estava lacrada e não havia nenhuma possibilidade de ter havido violação da caixa pelo correio. Uma pessoa que tivesse feito um trabalho com tanta perfeição não precisaria fazê-lo por 30 dólares, poderia ter ido assaltar bancos suiços, tal sua arte.)

Depois de muitos contatos, a resposta da B & N era a mesma :
"… entre em contato com seu agente do correio… "

Sobre o quê ?

O resumo é:
só comprem na B & N o que você puder perder.
A maioria das coisas vão chegar.
As que não chegarem, entregue a Deus.
Eles não vão resolver.

Por isto é que estão sendo engolidos pelas bordas pela amazon.
Qualquer dia destes irão à falência.

A principal arma da amazon.com não é seu poderio econômico, é que, desde o início eles tratam cada consumidor com todo seus direitos.
Se ela vai virar a única loja do mundo, o problema não é dela.
Mas das outras lojas que foram desonestas e incompentes.

.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Taro Aso quer matar os velhos !!!!







Taro Aso, 72, Ministro das Finanças japonês,
verbalizou um pensamento 
também compartilhado por muitos
governantes irresponsáveis :
os velhos deveriam se deixar morrer,
sem tratamento médico,
para diminuir os custos do governo.

Os "gestores" brasileiros nunca
tiveram coragem de expressar
seu mais oculto desejo:
as pessoas todas 
- fora eles e suas amantes, claro ! - 
deveriam morrer antes
de se aposentar.


A sequência é assim :
os trabalhadores passam a vida pagando
pelo menos 20% do seu salário de Previdência,
imaginando que não passarão uma velhice miserável.

Os "gestores"gastam este dinheiro com maracutaias
que rendam propinas nas Bahamas ou outros lugares,
para eles próprios.
O Túnel Ayrton Senna, em São Paulo,
é só a pequena parte visível do iceberg.

Quando chega a hora de devolver o dinheiro do
trabalhador…ele não existe mais.

E então decreta-se
"a crise da previdência".

Ah Robespierre !
A guilhotina da Revolução Francesa
deveria ser retomada.

ah ah

….

P.S.:

O artigo está no globo on line, com link abaixo :


.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Evangélicos fundamentalistas norte-americanos financiam assassinatos de gays em Uganda. Deu no The New York Times.









Roger Ross Williams é um diretor de cinema de Nova Iorque. 
Negro, está lançando esta semana no festival de Sundance seu documentário "Deus ama Uganda".

O NYTimes colocou um vídeo de 8 minutos de material do filme,
onde ele mostra como evangélicos fundamentalistas americanos
estão financiando o assassinato de gays em Uganda.

A justiça americana deveria pegar pesado com estes idiotas.

Mas… desculpem, é o mesmo país que há 200 anos discute se
ter uma bazuca ou uma bomba atômica em casa não fere a
segunda emenda da Constituição.
E enquanto isto… os massacres continuam.

Que nojo !!!

No caso do link ser retirado dos blogues :

No Youtube :
http://www.youtube.com/watch?v=qcM6GI0TUMQ

No The New York Times :

http://www.nytimes.com/video/2013/01/22/opinion/100000002020130/gospel-of-intolerance.html?smid=fb-share?smid=fb-share


.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Harold Bloom x William Styron : se nós não falarmos mal dos mortos, quem vai falar ?

.




"Eu não me defino como crítico literário",
diz Bloom, 
que nunca será acusado de modéstia.
"Eu digo que sou um professor de escola."
(ensina na Universidade de Yale).

"Havia um homem muito mau,
chamado William Styron.
Eu estava jantando na casa do grande poeta
Robert Pen Warren.
Todos já tinham bebido um pouco demais
e eu disse a Robert, com toda razão,
que ele deveria continuar escrevendo poesia,
já que seus romances recentes
não tinham a mesma qualidade."

"A sua opinião não importa", 
cortou Styron,
autor de A Escolha de Sofia,
"Você é apenas um professor de escola. "

Bloom diz que foi o comentário mais memorável
que ouviu de um "mau escritor".
"Como me acusar de ter a melhor e
mais nobre profissão do mundo ? "

E Bloom conclui que Styron já faleceu
e, a propósito,
 quer ser lembrado por um aforismo bloomiano:

" SE NÓS NÃO FALARMOS
MAL DOS MORTOS, 
QUEM VAI FALAR ? "


reportagem de Lúcia Guimarães,
no site do Estadao.com.br

.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

George Orwell sobre jornalismo









"Jornalismo é publicar

aquilo que alguém não quer

que se publique.


Todo o resto 

é publicidade."



George Orwell




.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

heinrich heine









acreditava antigamente

que todo beijo que me tiram,

ou que recebo de presente,

fosse por obra do destino.



deram-me beijos e beijei,

antes com tanta seriedade,

como se obedecesse às leis

que regem a necessidade.


agora sei como é superflúo

e não me faço de rogado,

vou dando beijos em excesso,

incrédulo e despreocupado.





domingo, 20 de janeiro de 2013

Walmor Chagas, 82, a trajetória da hipérbole







Fica entendido que o Brasil 
deve muitas homenagens 
ao ator Walmor Chagas, 
que morreu ontem aos 82 anos.

Mas nenhuma será o bastante 
para a grandeza do intelectual 
e do artista que o país desfrutou 
como benesse do destino.

Está ombreado com o que já teve de 
melhor no planeta Terra 
em termos de ator de teatro.

É pena que o teatro brasileiro
não tenha podido passar
de um nicho de elite.

Um teatro popular em cada escola
e em cada bairro
teria feito mais pelo país
do que esta enxurrada
de academias de ginástica
depredadas em poucos meses.

Tudo !!!


.

sábado, 19 de janeiro de 2013

Lance Armstrong entrevistado por Oprah… entregando os anéis para salvar os dedos… e o dopping de todos nós.

.





É doloroso para todos a situação do
 ciclista Lance Armstrong, 41 anos.

Ele apareceu num programa Oprah especial,
ontem,
dividido em 2 partes,
com quase 3 horas de duração.

Foi excessivo !

Ficará na lembrança de todos
menos pelo que ele disse,
e mais pelo que ele não disse…
e não poderia dizer.

Nos primeiros 30 segundos ela fez
uma sabatina de sim ou não,
onde ele já admitiu o dopping
com EPO (eritropoietina,
uma substância que se usa em pessoas
que fazem diálise para aumentar o número
de glóbulos vermelhos),
anabolizantes,
dopping de sangue, etc.

Vencedor de uma das provas mais exigentes
do circuito mundial,
a Volta da França, 7 vezes seguidas,
entre 1999 e 2005.

Em 2002 tinha estado numa lista
dos 10 atletas mais limpos,
pela revista Sports Ilustrated.

Passou anos para admitir o que um relatório de mil páginas da agência antidopping americana já divulgara.

Tem uma fundação contra o câncer, que vendeu as pulseirinhas amarelas da Nike que foram moda anos atrás.

Aos 25 foi diagnosticado com câncer de testículo, já com metástase para o pulmão e o cérebro.
Curou-se e retomou a carreira.


Muitas resenhas disseram que ele não falou sobre os criadores e desenvolvedores do seu dopping.
E outras coisas.

Muito difícil falar deste assunto sem fim.

A sociedade vai ter que conviver com dopping por muitas décadas.
Ele está sempre anos à frente dos exames para detectá-lo.

Se numa final olímpica o microfone anunciasse:
"Aqueles que já usaram dopping
saiam do estádio ou uma onda magnética vai
matar vocês", além dos atletas, metade da platéia se retiraria.

O dopping de Lance foi descoberto porque alguns exames sugeriram e como ciclismo profissional é uma equipe com dezenas de pessoas ( os que puxam a corrida, os que deixam o campeão passar,etc) e alguns abriram a boca.

No atletismo, por exemplo, como é um grupo reduzido dificilmente isto vazaria.
Aconteceu com o canadense Ben Johnson porque ele não respeitou a janela entre o anabolizante e o tempo para os exames.

Num mundo onde milhões de adolescentes tomam anabolizantes para sair de camiseta mostrando os braços no carnaval, como um atleta com milhões de dólares de patrocínios diretamente relacionados com as vitórias, vai se recusar ?

Ele disse que já perdeu 75 milhões de dólares, 
de patrocínios neste último ano.
Tenta salvar a fundação que tem o seu nome
 e ajuda contra o câncer.

A impressão final foi que ele, como muitos outros, depois de negar por década, tenta entregar os anéis para salvar os dedos.
Talvez não seja mais possível.

.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

"CRÍTICO " de Kleber Mendonça Filho, 2008, 75 minutos



CRÍTICO, 
documentário do aclamado 
diretor pernambucano, 
KLEBER MENDONÇA FILHO,  
de O som ao redor, está inteiro 
(mas sem legendas em algumas partes ) 
no site do snag.

Link abaixo :



A ilustração abaixo é de 
O som ao redor, 
que foi colocado na lista do 
New York Times, 
entre os 10 melhores filmes de 2012. 

E isto já diz tudo… 
e mais alguma coisa.



.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Neymar x Messi : a anti-propaganda.








Já houve um tempo em que a invisibilidade
 era considerada o pior dos males.
O "fale mal mas fale de mim" é muito anterior
aos arranca rabos de Denner e Clodovil.

A propaganda desandou bastante…
porque o mundo desandou bastante.

Não é de admirar que o último massacre
escolar americano 
em Newton, Connecticut, 
tenha desencadeado
um contraproducente estouro de venda de rifles,
com Wall Mart fazendo promoções
e os estoques acabando nas lojas,
das pessoas com medo de
que o governo estabeleça alguma
forma de controle.

Uma insânia total !!!

A propaganda tem também os seus riscos.

Não há ninguém menos
"propaganda" do que Neymar.
Nem questiono as suas grandes
qualidades de jogador,etc,etc,
e sua necessidade de aumentar
o cofrinho até onde der prá ser.

Cada propaganda que vejo dele,
o mal estar que ele transmite é tão
grande que só imagino o pai
dele por trás de cada cena,
dizendo :
"Se você não fizer este comercial,
não come sobremesa hoje !".

Infantil !!!

Já começei a descartar minhas poucas peças
Panasonic depois das propagandas com ele.
Como não uso cuecas Lupo  
não tenho o que jogar fora.

A famosa Dolce e Gabanna deu um pé
fora quando vestiu Messi 
para a cerimônia da
Bola de Ouro 
com um
paletó que parecia saído do filme
"O menino do pijama",
sobre um campo de concentração.

Tenho quase nada de D & G,
mas não pretendo ter mais nada.
Mau gosto neste ramo
é indesculpável.
Anna Wintour,
toda-poderosa diretora
 da Vogue americana,
que o diga.

A única calça que achei compatível
com o paletó de Messi e sua calça
com uma lista brilhante de lado,
que eu pensava não era mais usada
desde a Guerra de Secessão dos EUA,
está abaixo.

Como mofa.





.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

A Associação Nacional do Rifle é um instrumento de morte...








"A Associação Nacional do Rifle
é um instrumento de morte -
paranóide,
fraudulenta e
venenosa,
como um escorpião.

Com o consentimento
reverencial
dos nossos políticos,
a Associação Nacional do Rifle
tem transformado a 
Segunda Emenda
da Constituição Americana
em um embuste
cruel e brutal."

Bill Moyers

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Nagisa Oshima, 80, o cineasta da Paixão, improvável, impossível e incontrolável.









O diretor de cinema japonês, 
Nagisa Oshima, morreu hoje aos 80 anos.

Poucos dos seus filmes foram lançados fora do Japão.

Escandalizou o mundo em 1976 com IMPÉRIO DOS SENTIDOS, onde uma funcionária tem um amor obsessivo pelo patrão e é retribuída.
Na impossibilidade de praticar a elevada energia da paixão, acaba castrando ele com uma faca… com o consentimento dele.

10 anos depois lançou MAX MEU AMOR, onde um diplomata britânico radicado em Paris desconfia da infidelidade de sua mulher. E então descobre que ela está tendo um caso com…um chimpanzé que ela comprou de um zoológico e o instalou num apartamento.

Mas o filme de Oshima prá levar para uma ilha é MERRY CHRISTMAS, MR. LAWRENCE, 1983, (no Brasil, a cultura sertaneja em voga denominou de FURYO, EM NOME DA HONRA ) que retrata a paixão do Capitão Yonoi por um oficial britânico, num campo de prisioneiros do sul da Ásia, comandado pelo japonês.

O músico Ryuichi Sakamoto além de interpretar um Yonoi impecável, fez a soberba trilha sonora do filme.

As edições em bluray, remasterizadas,  de Furyo e Império dos Sentidos, da Criterion Collection, são as melhores disponíveis.

Bem distante dos finais felizes de Hollywood nos anos 50, para alegrar a classe média que estava se recuperando dos horrores da II Guerra Mundial e comprando seu segundo carro, os autores clássicos que importam sabem que a paixão é uma coisa IMPROVÁVEL, IMPOSSÍVEL E INCONTROLÁVEL.

De Romeu e Julieta a Tristão e Isolda, a voltagem da paixão não é, não pode ser  - e não deve ser - coisa para nós - comuns dos mortais.

O que as adolescentes sentem por seus colegas de turma e vizinhos de apartamento não é paixão… é reunião do Rotary Club.

..



Acima, uma bela imagem do
IMPÉRIO DOS SENTIDOS.

Chamado a testemunhar sobre acusações contra o filme,
Oshima foi taxativo:

"NADA DO QUE EU EXPRESSEI
É OBSCENO.
O QUE É OBSCENO É O 
QUE ESTÁ ESCONDIDO . "


.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

o desfotógrafo, Eucanaã Ferraz







Vejo tudo agora diferente,
como se o tempo contra o rio
dirigisse e de trás pra frente
eu desescrevesse um livro

e cada palavra nele se tornasse
livre e me fizesse livre
e sílaba a sílaba toda memória
desaparecesse - sumisse ! -

como se, na nossa frente, tudo 
o que fomos um dia num passe
de mágica evaporasse num passe
de música, num passo - no ar !

Hoje, tudo dá-se a ver sem dor,
limpo, sem um traço de paixão.
Os poemas se apagaram e, repara,
façamos um balanço: de nós

restou não mais que a folha livre
de depois do livro, retrato em
branco e preto


…………………………………...

domingo, 13 de janeiro de 2013

A garota, HBO, The Girl, telefilme, 2012.







HBO começou a exibir ontem à noite sua produção, A Garota, The Girl, 91 minutos, 2012.
Tem 3 indicações para o Globo de Ouro de hoje à noite.

Do diretor Julian Jarrold, conta a história do tumultuoso relacionamento entre o diretor Alfred Hitchcock e Tippi Hedren, estrela das suas últimas obras primas : Os pásssaros, 1963, e Marnie, Confissões de uma ladra, 1964. 

Toby Jones, como fez em Capote, 
não interpreta… 
reencarna o personagem.
Sienna Miller impecável.

Muitas críticas na internet com um viés moralista.
Será que a história, baseada em um livro de Donald Spoto, já traduzido e lançado no Brasil, 
é verídica ?
O que tem de ficção ?
Por que Tippi passou a vida chamando Hitch de "grande diretor" e agora decidiu denegrir a imagem dele ?

Prá mim pouco importou estes "detalhes".

Artistas apaixonados por suas obras não são bem uma novidade.

Também entendi o difícil limite entre um diretor que tenta fragilizar um intérprete para que ele possa dar sua melhor atuação e o que é eticamente condenável.

Artistas verdadeiros vivem em uma corda bamba com suas sensibilidades.

Caravaggio certamente não teria pintado com a intensidade que o fez se fosse um funcionário público suiço.
Sua marginalidade, em vários sentidos, e sua pobreza lhe deram a visão que "pessoas normais" não podem ter.

"Artistas" hoje trabalham comissionados.
Se a moda é vampiros ou a seca do sertão, cada um quer fazer sua obra (no pior sentido da palavra) sobre o assunto.

Nada contra o verdadeiro comissionado.
Mais da metade das grandes obras de arte da humanidade foram comissionadas.
A Capela Sistina, por exemplo.
E músicas prodigiosas, como As Variações Goldberg, de Bach, feitas para um nobre insone.

Mas isto já são outros 500.

Pretendo rever The Girl muitas vezes e por muitos motivos.
Me toca muito esta área nebulosa da distância que o artista deve tomar de sua arte, seja um quadro, seja um intérprete,
e de quanto ele pode - e deve -
se lançar no meio do furacão.

As obras primas são feitas deste estofo.


.

sábado, 12 de janeiro de 2013

Cacaso, poeta mineiro

.





"Ficou moderno o Brasil

ficou moderno o Milagre

a água já não vira vinho

vira direto vinagre. "


Cacaso,

poeta mineiro.


.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Lolita Pille, Hell

.






"Aos 14 anos entrei numa boate
pela primeira vez…
e nunca mais saí de lá."

Lolita Pille,
19 anos,
no seu mais do que ilegível
livro HELL.



.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Criminal Minds

.





"Todos seguimos 
nossa própria jornada.

Cada um vive
sua própria aventura, 
enfrentando todo tipo de desafios.

E as escolhas que fazemos
nessa aventura vão nos moldar.

Essas escolhas vão nos pressionar
e nos testar,
nos levar ao limite.

E a aventura da vida vai 
nos deixar mais fortes
do que imaginamos."

Criminal Minds

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Artur Xexéo fala dos seus 4 cachorros labradores.





A melhor coisa que li hoje na internet : 
Artur Xexéo falando da vida 
e morte dos seus 4 cachorros labradores. 

Lembrei de Baleia, 
(favor não me avisarem 
que nomes de animais 
não se escreve com maiúscula !) 
de Graciliano Ramos 
e de todos os cachorros
que povoaram a minha vida 
e tornaram ela muito melhor. 

Como a crônica é grande não vou transcrever
aqui.

O link está abaixo :

http://oglobo.globo.com/cultura/xexeo/posts/2013/01/09/meus-labradores-481566.asp

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Messi e Nabucodonosor : uma loucura só !











Desde que Nabucodonosor 

enlouqueceu na Babilônia

que não se via tanto 

mau gosto numa vestimenta. 



O maior jogador de futebol 

de todos os tempos

(Pelé agora morre de tristeza !) 

pode acrescentar uma taça

à sua merecida coleção :

 o maior mau gosto da história moderna.


Será um pijama de seda de bolinha ?

Ou, quem sabe, 

uma roupa de campo de concentração?

Bad, bad !!!!

Messi e Nabudoconosor nas fotos.




                             

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Um beijo roubado, de Wong Kar-Wai










" Querido Jeremy,


Nos últimos dias, tentei aprender


a não confiar nas pessoas


mas estou feliz por ter fracassado.



Às vezes,


dependemos das pessoas


como se fossem um espelho


para nos definirem


e nos dizerem quem somos. 



E cada reflexo 


me faz gostar um pouco mais de mim."


         Elizabeth




do filme Um beijo roubado,


My blueberry nights, 2007,


de Wong Kar-Wai.


anotado por Sephora. 



.