sexta-feira, 31 de julho de 2009

Charge do congresso nacional

Uma charge que diz tudo.
do Jornal de Hoje, do Rio Grande do Norte.
copiada do blogue do Noblat.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Estupidez

Impossível não lembrar do antigo ditado lendo a entrevista do play boy paulista Chiquinho Scarpa (na foto com sua esposa Rose) na Isto é desta semana ( link abaixo).
"Deus foi perfeito quando colocou fronteiras à inteligência humana. Mas errou pesado quando não limitou a estupidez."

Depois de quase morrer depois de uma cirurgia para diminuição do estômago (para obesidade) se vangloria por ter enganado os médicos e forçado a sua segunda alta. Tinha passado por 2 meses de UTI, sido desenganado, etc,etc. Isto tudo por tomar sem orientação médica um remédio poderoso contra Acne, que deixa a pele com aparência de mármore (ruacutane).
É de cair o queixo ouvir tantos disparates na entrevista.

O título da entrevista que é " A vaidade quase me matou" poderia muito bem ser trocado por "A estupidez quase me matou".

P.S.: Os desdobramentos pós morte de Michael Jackson mostram o mesmo padrão de Chiquinho. Um sentimento que ricos, poderosos e play boys têm que são inatingíveis, que podem comprar médicos, e tudo o mais. E acabam pagando um preço bem pesado pela ousadia.
Dr.Arnold Klein, famoso dermatologista de Los Angeles, homossexual assumido, na casa dos 60 anos e 130 quilos, foi escolhido como doador de esperma para os 2 primeiros filhos de Michael "por causa de sua inteligência" !!!! Esta semana ele entregou espontaneamente à polícia uma mala com cerca de 5 milhões de dólares em dinheiro vivo que Michael lhe entregara "para alguma urgência eventual"!!!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

S o c o


Um soco na cara do Brasil a coluna de Arnaldo Jabor :

" ... Hoje estamos aprendendo muito e vejo com um 'desesperado otimismo' a 'sarneização' de Lula. O tsunami de políticos nordestinos em quadrilha tem nos ensinado muito sob a oligarquia patrimonialista que nos domina.

Sarney é um doutorado. Quem quiser entender esse homem, vá ao Maranhão, ver a miséria de um Estado. E quem quiser entender o Brasil, estude minuciosamente a vida de Sarney, de 1966 até hoje. Explica o país.

A verdade do Brasil é coloquial, feita de pequenos ladrões, sujas alianças políticas, corrupção endêmica e incompetência administrativa. Já sabemos que somos parte desta estupidez secular. Prefiro nossa vergonha de hoje aos rostos iluminados dos jovens inocentes de minha geração (nos idos de 1960). ASSUMIR A DOENÇA É O INÍCIO DA SABEDORIA."
Valeu Jabor !!!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Mídia: um vexame !!!

A mídia brasileira quer governar o país. Além de tratar os leitores, algumas vezes, como perfeitos idiotas, se acha mais competente e sábia do que todos, e quer decidir os destinos da nação.

Exemplos recentes :

1 - A imprensa quer colocar Sarney prá fora da presidência do Senado.
Fatos: - A maior parte das irregularidades apontadas não fazem parte da gestão Sarney, nem desta nem da anterior.
- de nada adiantou terem colocado ACM, Renan Calheiros e Jáder Barbalho prá fora da presidência do Senado. O problema não é o nome, é o sistema. As pessoas ingênuas que ficaram com a alma lavada quando estes perderam o cargo ou no caso de Collor, não perceberam o engodo que havia por trás da sua satisfação. Nestes acontecimentos nada foi mais atual do que a frase de Lampedusa no "Leopardo": é preciso que as coisas mudem, para que tudo possa continuar do mesmo jeito.
- querem um senador que não tenha feito falcatruas? empregado parentes? abocanhado o dinheiro de gastos inexistentes? etc,etc? Liguem a máquina do tempo e voltem ao Senado romano, da época de Cristo, possivelmente. Na época atual da politica brasileira isto é impossível.

O que políticos brasileiros como Jáder e Renan e Jucá já concluiram é que é melhor ficar na surdina. Você está auferindo todos os seus lucros e a imprensa não está lhe vendo. O pecado diferente de Sarney foi só a vaidade. Querer encerrar a sua carreira política como mandatário. Deveríamos seguir os EUA neste ponto e aposentar ex-presidentes prá não haver este tipo de vexame.

2 - o bravo Jornal do Commercio de Recife, apesar de um parecer de centenas de folhas do Juiz Federal condenando o cacique Xucurú por arruaça e dizendo que nunca houve o tal atentado, continua se referindo ao mesmo como "atentado". É de novo a mídia tratando os leitores como idiotas e achando que pode comandar o país com suas meias verdades.

3 - milhares de pessoas nos estádios, as cidades em rebuliço e os cadernos esportivos do Diário de Pernambuco e Jornal do Commercio passam semanas sem dar uma linha sequer sobre o campeonato pernambucano da A2. É a mídia filtrando conteúdo para os leitores. Preferem dar espaço a esportes como surfe, motocross e outros com leitores próximos a zero. Mas, o que interessa não é a notícia. É a satisfação do repórter.

4 - o presidente, parte da mídia e afins continuam se referindo ao caso de Honduras como golpe militar!!! Coitado dos militares que estão pagando um pato que não comeram. Os militares só executaram uma ordem de perda de mandato do presidente por determinação da Suprema Corte de Honduras. Em resposta à proposta inconstitucional de Zelaya de fazer referendo ilegal para prorrogar o próprio mandato.

NÃO HOUVE GOLPE MILITAR!

O pensamento de Zelaya deve ter sido: se Fernando Henrique prorrogou o próprio mandato? se Álvaro Uribe fez, se Evo Morales fez, se Sarney fez, se Hugo Chavez prorrogou para sempre, por que eu não posso? Desta vez se deu mal.

Haja paciência !!!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

EU X SARKOZY

Presidente da França NICOLAS SARKOZY, acima praticando corrida de rua, foi internado ontem em Paris, depois de desmaiar enquanto corria, sob forte calor.

Coincidência: ele tem 54 anos.
Também desmaiei depois de correr meia hora, sob forte calor de janeiro e parar de repente para falar com um amigo. Eu tinha também 54 anos e isto foi 2 anos atrás.

Depois de muitos exames e muita ansiedade, acabei achando que tinha tido esta mesma Síndrome Vasovagal que está atribuída no artigo do link abaixo.

Não tenho medo especial de morrer, como diz a piada de Woody Allen, só não queria estar lá quando a morte chegar. Foram desgastantes as fantasias de que poderia ter alguma doença oculta e grave(câncer no cérebro e linfoma eram os predileitos na minha maluquice).
O tempo mostrou que os meus diagnósticos estavam na Carteira de Identidade. Era mesmo a velhice e andropausa (deficiência de hormônios causada pela idade).
Melhorei com os hormônios. Depois alguns sintomas reapareceram e regrediram com um antidepressivo, na metade da dose diária que um menino de 8 anos toma prá parar de urinar na cama. Há mais de 1 ano não sinto anormalidades, além da senilidade.

A vida não foi mais a mesma.
Um tanto prá melhor, diria com otimismo.
Me dei conta que não era imortal.
Na teoria já sabia disto, mas não na prática. ah ah ah.
Tive a crise dos 40 aos 54 anos.
Começei a filtrar o que seria importante de verdade para viver, e deixar de lado umas tantas coisas que só caberiam na ilusão de que fosse imortal.
Fiquei mais preguiçoso, mais Macunaíma do que antes.
Tirei um proveito da tribulação !!!

P.S.: Desculpem a matéria confessional. Só veio após a notícia do Sarkozy e na finalidade de ajudar algum homem na faixa dos 50, que tenha coisa parecida, e acaba zanzando por dezenas de médicos, com diagnósticos esdrúxulos como depressão e fadiga crônica.

domingo, 26 de julho de 2009

Rubayat



" Inferno ou Céu, do beco sem saída
Uma só coisa é certa: voa a Vida,
E, sem a Vida, tudo o mais é Nada.
A Flor que for logo se vai, flor ida."

poema Ruabayat de Omar Khayyam,
Edward Fitzgerald,
tradução de Augusto de Campos.

sábado, 25 de julho de 2009

ENTREGA

لإسلام (Islamismo, em árabe).

(Este belo conjunto de sinais em árabe significa ALLAH - DEUS ).

Uma das melhores coisas de qualquer boa reflexão não são as respostas a que se chega. São as novas perguntas que surgem.

Numa matéria de poucos dias atrás falei que o amor e o sexo teriam suas maiores alturas somente quando a entrega era total.
Depois fiquei me perguntando: será que eu disse exato? será que fui entendido? Decidi estender um pouco esta linha de pensamento.

Mas não é entrega absoluta esta que adolescentes fazem quando arriscam o pouco que têm da vida na paixão pelo belo sorriso do vizinho? Não é entrega absoluta os fanáticos muçulmanos que gritam o nome de Deus antes de se explodirem com uma bomba ou jogarem um avião contra as Torres Gêmeas? Não é entrega absoluta os milhões de "atletas de Cristo" que povoam o Orkut e são nossos conhecidos e amigos?

Infelizmente não. Não duvido e nem deixo de ter uma ponta de admiração pela coragem do terrorista suicida (sem entrar no mérito de sua maldade e sua insanidade política). Não deixa de ser romântico as Julietas da vida, beijando os lábios envenenados do amado morto, enfiando um punhal no próprio peito e partindo junto para o além. Não deixa de ser um calmante das mentes mais abaladas e esperançosas se declarar Atleta de Cristo.

A questão é linear. Como se alguém fosse cobrar no correio o recebimento de uma encomenda que não foi postada. Entrega é uma coisa tão séria que uma das 3 religiões monoteísta do Ocidente tem o seu nome ISLAMISMO, de um termo que significa "submissão" a Deus, e que não deixa de ser uma forma de entrega.

PARA SE ENTREGAR VOCÊ PRECISA PRIMEIRO ENCONTRAR A SI PRÓPRIO. Romeu e Julieta, homens bomba e atletas de Cristo, por melhores que sejam suas intenções -e eu as louvo- não podem entregar o que não possuem. Ainda não podem se entregar, nem no plano físico nem no plano místico, até que possam encontrar a si próprios.
Como todos sabem, encontrar a si próprio demanda tempo, paciência, sofrimento, escolhas dolorosas, estudo e reflexão, que muitas vezes só conduzem a novas perguntas ... e não a respostas.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Nova ortografia

Muito interessante esta página das Faculdades Metropolitanas Unidas, com um jogo de perguntas sobre o novo e complicado esquema de ortografia.
Vale muito à pena dá uma passada e aprender as novidades.
Errei várias respostas.
É difícil corrigir escrita depois de tantos anos de uso,
e com tantas modificações.
Já era tempo de dá um basta.
Sou contra este excesso de reformas.
A língua portuguesa é multiforme e não vejo sentido em que países tão diferentes como Brasil e Angola queiram usar os mesmo princípios.

Viva a diversidade !
Melhor deixar cada um com suas diferenças.
Link abaixo:
(Obrigado Monika, pelo email com esta dica.
Deves ter o mesmo lema que eu:
VIVER É REPARTIR !
REPARTIR É VIVER ! ).

http://www.fmu.br/game/home.asp

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Eu, hein !!!




Este blog sempre foi e será politicamente INCORRETO. O humor é uma forma de sanidade num mundo cri-cri como o nosso. E não há humor sem piadas de papagaios, portugueses, viados e louras burras. Rir de nós mesmos é uma das grandes terapias da vida.

Uma programadora loira!

Uma loira concluiu a Faculdade de Ciências da Computação após 14 sofridos anos.
Levou mais dois anos para conseguir seu 1º emprego de Programadora, numa grande multinacional.
O seu 1º desafio foi construir um banco de dados para a empresa.
Depois de um árduo mês, finalmente o trabalho pôde ser apresentado.
O resultado é fantástico! Veja abaixo:

P.S.: Obrigado Rosa, de Strasbourg, que me mandou o email.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Arranca rabos

Arranca rabos (discussões ou lavagem de sujeiras) são sempre belos momentos, quando são feitos por pessoas inteligentes e, no caso da mídia, por grandes atores.
Esta semana teve um dos episódios finais da segunda temporada do excelente seriado EM TERAPIA, na HBO.
Gabriel Byrne - Paul Weston - (reproduzindo o seu papel de protetor em "Stigmata") é um terapeuta que acompanha 4 pacientes e é acompanhado pela supervisora Gina, Diane Wiest.
Ele está tendo uma crise de identidade: o pai, de quem era afastado, morreu poucos dias atrás; o pai de um piloto de caça aéreo está processando - acusando-o de não ter impedido o suicídio do filho. Os 4 pacientes estão em crises agudas e ele desaba.

Alguns trechos dos diálogos e a cena com um tour de force entre 2 grandes atores :

ELE: Os advogados estão certos quando dizem que os pacientes vêm para terapia prá se sentirem melhor. Mas, a terapia ou não resolve nada ou só os fazem piorar.
- Que percentagem dos seus pacientes você diria que melhoraram?
- Ouço cada paciente durante 45 minutos e então eles saem e vão fazer o que já iriam fazer.
- Quero fazer as pessoas felizes mas não posso.
- Você fica sentada nesta maldita cadeira com seus pacientes desmoronando na sua frente. Mas, em vez de ajudar, você os estuda como se fossem pedaços de um quebra cabeça.

ELA: Terapia é acompanhar o caminho da outra pessoa por um determinado tempo.
- Você quer a responsabilidade de decidir pelo seus pacientes. Isto é covardia.
- Se você interferir na vida dos seus pacientes eles se tornam dependentes de você. Você os aleija.
-Você sempre preferiu gritar a pensar.
- Os pacientes são seres humanos que enfrentam problemas profundos. Seja humilde para entender que nós não salvamos ninguém. Não podemos."

EU: Tenho um enorme respeito por psicoterapias. Já me ajudaram - e muito - nas caminhadas da vida. O paciente e o terapeuta têm que avaliar a conveniência de cada uma das formas de psicoterapia. Como as grandes emoções da vida - entre elas o amor e o sexo, em contextos que não dá prá estender em um blogue destes e que as pessoas comuns jamais vão entender - deve haver inicialmente uma grande fragilização da estrutura emocional para que você possa ir no mais fundo de si próprio. O amor e o sexo, por exemplo, prá serem totalmente aproveitados, têm que ter uma entrega sem restrições. 99,9% dos seres humanos jamais saberá o que é este sentimento.
Então, é preciso saber se o paciente pode suportar a fragilização que precede a compreensão e a melhora profunda dos problemas. Do contrário a terapia vira um inútil bate papo. Em termos prático, o comum é você se sentir bem pior, desabar, antes de começar a melhorar.Do estraçalho emocional pode vir a recomposição profunda e permanente.

P.S.: Esta série é extraordinária prá quem gosta do assunto terapia. A primeira temporada passou o ano passado. A segunda está terminando agora. São cerca de 50 episódios de 20 minutos. A primeira temporada já foi lançada em DVD nos EUA. Aqui no Brasil ainda não se tem anúncio de quando veremos em DVDs oficiais. Existe também as temporadas feitas em Israel, que é de onde veio a idéia do programa. Tenho muita curiosidade de vê-las, mas só existem em DVDs da área 2 da Europa.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Exército e fumo


11/07/2009 - 03h47

Exército dos EUA deveria proibir fumo em 20 anos, diz relatório

da BBC Brasil

Um relatório encomendado pelo governo dos Estados Unidos sugere que as autoridades deveriam proibir o consumo do tabaco no Exército do país em 20 anos.

O Instituto de Medicina (IOM, na sigla em inglês) afirma que 30% dos militares são fumantes, o que eleva os gastos do governo em saúde.

Segundo o documento, o Departamento de Defesa americano gasta mais de US$1,6 bilhão todos os anos em serviços médicos ligados ao tabaco, tratamento hospitalar e ausências no mercado de trabalho.

O relatório indica que o número de fumantes no Exército aumentou desde 1998 e pode chegar a 50% entre os oficiais que voltaram do serviço militar no Iraque e no Afeganistão.

O relatório ressalta que os soldados que fumam têm menos preparo físico, apresentam pior visão noturna e demoram mais para se recuperar de ferimentos.

"Esses soldados estão essencialmente colocam suas vidas em risco duas vezes: uma ao servir o país e a segunda ao servir o tabaco", disse Stuart Bondurant, que liderou o comitê responsável pelo relatório.

Mudança

Apesar de sugerir a proibição do fumo entre os oficiais do Exército, o relatório reconhece que seria difícil de introduzir a mudança, já que fumar "está relacionado à imagem de um guerreiro forte, sem medo".

O Pentágono declarou que apoia a ideia e acredita que a mudança é um objetivo possível de ser atingido.

De acordo com o documento, as Forças Armadas "já sabem que o consumo de tabaco prejudica a prontidão dos militares e resulta em enormes custos financeiros e de saúde".

Apesar disso, o relatório critica a permissão das Forças Armadas de fumar em ambientes militares, dedicando menos atenção ao consumo de tabaco do que ao de álcool e por vender produtos tabagísticos às tropas a preços reduzido

P.S.: Esta é uma cópia inteira de notícia da BBC. Reflete a irresponsabilidade militar com a saúde dos seus comandados. Ou um pensamento oculto, tipo: já que vão morrer na guerra, deixa pelo menos fumarem em paz.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

WALTER CRONKITE

Walter Cronkite morreu aos 92 anos, 4 dias atrás.
Em um resumo venenoso, diria que foi um Cid Moreira que pensava. Durante décadas foi o apresentador e editor do CBS EVENING NEWS, um noticiário noturno que, nos entornos dos anos 60, tinha para os americanos a importância do Jornal Nacional da Rede Globo, nos seus dias de glória. Hoje é somente um vício que a classe pobre tem quando os programas policiais acabam.

Ao contrário da nossa versão tupiniquim, onde Cid Moreira nunca ousou dizer qualquer palavra fora do script, ou demonstrar que era um ser pensante, e não apenas uma bela voz que lia, Cronkite não se poupava de fazer seus próprios comentários no ar. Era conhecido como a pessoa de maior credibilidade nos EUA e como, mais do que atualmente, os EUA se achavam o mundo, era a maior credibilidade do mundo.

No fim da década de 70, já um tanto envelhecido, ainda era uma das minhas atrações nas idas aos EUA. A minha cabeça decidia que eu estava realmente fora de casa quando comprava e lia o New York Times na primeira banca de revistas do aeroporto de chegada e quando chegava em casa ou num hotel e ouvia a voz aveludada de barítono, de Walter.

Foi eleito uma das 20 pessoas mais influentes da TV em todos os tempos.
Suas narrações históricas do pouso do primeiro homem na lua, e a voz embargada de emoção ao anunciar o assassinato do Presidente Kennedy em Dallas, estão no You tube em diferentes durações, e são parte da história da humanidade.
Vai em paz, Walter !!!

No Brasil continuamos à espera de um telejornal onde o apresentador saiba mais do que ler o teleprompter. Boris Casoy foi uma boa experiência durante alguns anos. Depois a máquina financeira por trás do microfone podou quase tudo. Os espectadores também cansaram da indignação pura e simples, do tipo "isto é uma vergonha!!!"
Não assisto nenhum telejornal brasileiro. São grandes demais, oficiosos demais, "espremeu sai sangue" demais. A última vez que assisti, muitos anos atrás, as manchetes eram as seguintes: "Sem terra marcham não sei aonde" e "Já são 3 horas, 15 minutos e 12 segundos de rebelião na Penitenciária de não sei de que lugar". Concluí que era pura perda de tempo assistir estes assuntos recorrentes e sem nenhum interesse nacional. Como no filme de Frank Capra, Do Mundo Nada se leva, apertei o botão do elevador de volta para o térreo e decidi nunca mais entrar naquele lugar. Depois desta decisão nunca tive a sensação de ter perdido nada por não assistir os noticiários da TV brasileira. ah ah

domingo, 19 de julho de 2009

Francisco Julião


O CRIME NÃO ESTÁ EM AGITAR.

" Agitador, sim ! Como é possível conceber a vida sem agitação? Porque o vento agita a planta, o pólen se une ao pólen de onde nasce o fruto e se abotoa a espiga em que amadurece nas searas. O gameto masculino busca o óvulo porque há uma cauda que o agita. Se coração não se agita, o sangue não circula e a vida se apaga. Que dizer da bandeira que se hasteia ao mastro e não se agita?
É uma bandeira morta.

Qual é, por excelência, o mérito tão grande de Bartolomeu de Las Casas? Haver agitado de maneira tão extraordinária o problema do índio durante sua larga e fecunda existência.
É AGITANDO QUE SE TRANSFORMA A VIDA,
O HOMEM, A SOCIEDADE, O MUNDO.

Quem nega a agitação, nega as leis da natureza, a dialética, a ciência, a justiça, a verdade, a si próprio. Sabe o Físico que para manter a água cristalina tem de agitá-la antes de lhe derramar o sulfato de alumínio que toma as partículas de impureza e desce com elas para o fundo. Manda o médico que se agite certos remédios antes de tomá-los e o farmacêutico chega a escrever nas bulas este aviso:
"AGITE ANTES DE USAR".

O CRIME NÃO ESTÁ EM AGITAR,
MAS EM PERMANECER IMÓVEL.

Uma sociedade que não se agita é como um charco: suas instituições se estagnam e apodrecem. Inútil, portanto, é tentar reprimir a agitação, envolvendo-a nas malhas do libelo acusatório. Tudo passa sobre a face da terra e debaixo das estrelas, os impérios, as tiranias, os carrascos. Mas a agitação nunca passará. Nem que haja a consumação dos séculos de que falam os profetas bíblicos.
É que ela, a agitação, se nutre de uma paixão.
A PAIXÃO DA VERDADE.

Trecho do livro Cambão, a face oculta do Brasil,
do ex-deputado pernambucano Francisco Julião.
Foi fundador das Ligas Camponesas no início dos anos 60,
um precursor do MST para problemas do campo.

É um libelo que poderia constar em qualquer antologia revolucionária do mundo.
Aprovado com nota 10 e louvor.


sábado, 18 de julho de 2009

Suicídio Assistido

Para nossa alma latina é um tema quase que impossível de imaginar. Nossa cultura apóia uma prolongação da vida até a última possibilidade.
Assim me poupo de fazer maiores comentários e dou só um resumo da notícia.
Como tudo neste blogue, só um tema para reflexão.
A charge acima mostra a figura da morte carregando um mapa da Califórnia quando foi votada a lei que permitiria o chamado "suicídio assistido".

A notícia do New York Times desta semana, por John.F. Burns:
Sir Edward Downes, 85 anos e sua mulher Joan, 74, pegaram um avião em Londres para a Suiça, junto com seus 2 filhos. Ele foi regente das prestigiosas orquestras da BBC e do Covent Garden. Estavam casados por 54 anos e conforme a declaração dos filhos: "queriam estar próximos um do outro, na hora de morrer...decidiram terminar com suas próprias vidas, do que continuar a lutar contra graves problemas de saúde. "
Ajudados por um grupo suiço chamado DIGNITAS, na presença dos filhos e amigos, e de mãos dadas, os 2 tomaram um líguido claro. Num par de minutos estavam dormindo e em 10 minutos estavam mortos.
Autoridades inglesas protestaram contra o que chamam de "turismo da morte", de ingleses em direção à Suiça.

Já vimos cena semelhante no filme AS INVASÕES BÁRBARAS, do canadense Dennys Arcand. No mundo real o fato fica um pouco mais chocante.

Na maior parte do mundo este procedimento é considerado criminoso. Suiça e poucos países mais permitem, desde que se siga uma série de procedimentos, como consulta com psicólogos, prazo para pensar melhor, etc , etc.
É uma questão de liberdade ?
Ou de morbidez ?
A vida que Deus deu, o homem pode tirar?
Escolha sua reflexão.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

VERA LOPES, VEREADORA PPS RECIFE


Vera Lopes Vieira, é médica pediatra em Recife, e depois de 6 eleições, tomou posse ontem como vereadora de Recife.
Teve 5441 votos .
Foi minha colega de turma, no curso de Medicina. No primeiro ano da Faculdade tinha número de matrícula perto do meu e por isto tivemos um contato maior.
Pequena e eletrizante.
Logo lhe colocaram o apelido maldoso de Meméia, assim como eu tinha o apelido de Biafra, por ser esquelético e aquela carnificina na Nigéria estar nas manchetes.
Dona de uma personalidade extravagante, minha maior lembrança dela é ela chegando para assistir uma aula de anatomia com um vestido preto parecido com este da foto e uma capa de tule preto, transparente, por cima. Todo mundo caiu o queixo com a ousadia.
Totalmente adequado para uma premiére na Ópera de Paris.
Totalmente inadequado para uma aula teórica de anatomia.

Mas não foi o "extravagante" da minha qualificação acima que a retratou para os 253 colegas. Foi a "PERSONALIDADE". Extremamente determinada, pairava acima de todas as brincadeiras cruéis dos patéticos adolescentes retardados da turma. Conseguia se impor o tempo inteiro, mostrando a todos que ali naquele reino ela era a rainha - na mais pura acepção da palavra- e que não nascera para ser súdita. Não comprava briga com ninguém. Nunca vi ela desabando no horror dos comentários. Mas também nunca a vi ceder nas idéias e guarda-roupa. A insistência de 6 eleições para conseguir assumir um mandato é a prova da sua determinação.
Mais de 30 anos que não tenho contato com ela, mas se continuou com as suas determinações de vida (Freud disse que as principais decisões da vida a gente toma até 6 anos de idade) está pronta para exercer um mandato brilhante.
Parabéns Vera !!!
O Brasil precisa de gente como você.
Uma grande honra ter sido teu colega de turma.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Macacos vivem mais com menos calorias.


A VEJA desta semana repercutiu o que foi matéria em muitas páginas médicas na semana passada: um estudo feito em grupos de macacos, durante 20 anos. Este tipo de trabalho já tinha sido feito com aves, vermes e ratos, com os mesmos resultados. Agora chegou aos primatas.

O total eram 76 macacos, que têm vida média de 27 anos.
O primeiro grupo comeu uma dieta de 445 calorias e 1 maçã, por dia. (30% a menos de calorias.)
O segundo grupo comeu 885 calorias e uma maçã, por dia.

Ainda não está comprovado que a dieta de menos calorias aumenta os anos de vida, mas a situação na velhice dos 2 grupos é totalmente diferente.
O primeiro aparenta muitos anos a menos e tem uma quantidade infinitamente menor de doenças.
O segundo parece sofrer de todos os achaques da velhice: pele enrugada, taxas sanguíneas de gorduras, açucar,etc, altas, artrite e pele enrugada.

CONCLUSÕES :
1 - Uma dieta com menos calorias melhora a qualidade de vida na velhice. Ao contrário da crença popular, que quer entupir crianças e doentes de comida, achando que a recuperação só vem se empanturrando de comida.

2 - Vai ser muito difícil comprovar isto em seres humanos. Seria preciso mantê-los engaiolados algumas dezenas de anos, para poder controlar a dieta. Ninguém se habilita a tal.

3 - O bom senso que a VEJA recomenda na última frase do artigo tem que ser com letras maiúsculas. Por minha experiência pessoal, a fronteira entre controlar a dieta e distúrbios alimentares ( anorexia, bulimia, etc. ) é um frágil passo. Quando não acaba se transformando em obsessão.

4 - Os pesquisadores do trabalho não recomendam às pessoas começarem a fazer dietas de poucas calorias por conta própria. A falta de alguns nutrientes pode ser muito mais prejudicial à saúde do que as vantagens de uma dieta errada.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Ler Lula ?


O Diário de Pernambuco de ontem publicou a coluna " O PRESIDENTE RESPONDE ", onde nosso querido presidente responde a perguntas dos leitores.
A coluna já é reproduzida em 115 jornais brasileiros.

Como o presidente disse na sua famosa entrevista do ano passado que "tinha azia quando lia jornais" e é provável que não leia também qualquer outra coisa, decidi retribuir na mesma moeda o seu desprezo pelo jornalismo e pela literatura, também não li - e nem pretendo ler - a sua coluna.
Por que usar um meio de comunicação que lhe causa azia?
Não saberia dizer.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Quanto exercício é necessário ?

por Dr. Thomas H. Lee, Brigham Hospital, Boston, EUA.

TODO MUNDO deveria se exercitar 20 minutos 3 vezes por semana. Ou seria 30 minutos 5 vezes por semana? Ou 1 hora todo dia ? Ou seria melhor 10 minutos de exercícios de alto impacto várias vezes ao dia?

Cada dia a gente escuta tantas informações contraditórias sobre exercícios que fica difícil saber em que acreditar. Alguns se confundem tanto que acham melhor voltar para a internet ou TV. A conclusão lógica é que os pesquisadores não sabem o que é o correto. E a conclusão pode ser ainda mais desconcertante: TODOS ELES PODEM ESTAR CERTOS.

Com os conhecimentos atuais, até atividades leves como andar e jardinagem podem diminuir o risco de doenças cardíacas. Abaixo um guia do que parece ser razoáveis recomendações.

  1. Se você ainda não está fazendo exercícios, até atividades de médio impacto umas poucas vezes por semana podem reduzir pela metade o seu risco cardíaco. Andar 20 a 30 minutos, 3 vezes por semana é um exemplo.

  2. Se você já se exercita algumas vezes por semana, tente aumentar a frequência para todo dia.

  3. Se você já se exercita todo dia, tente fazer pequenos piques de atividade mais intensa. Ao contrário do que se pensou muito tempo, correr 20 kms por dia pode queimar muitas calorias, mas não faz o seu sistema cardíaco mais saudável. Aliás, o risco de morte cardíaca é maior em atletas deste patamar de exercício.
Não aumente sua atividade se sentir queimor, dor ou ardor no peito esquerdo, se tiver falta de ar ou palpitações durante o exercício. Exige disciplina passar para exercícios mais intensos. Ouça o que tem a dizer o seu preparador físico ou seu médico.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

CELULAR


Muitos anos atrás. Tive que arregalar bem os olhos. Estava saindo da sala de pegar bagagens no Aeroporto de Cumbica, depois de uma viagem de 10 horas a partir de Los Angeles. O gari que estava varrendo o chão do aeroporto estava numa animada conversa... pelo celular. Sim ! Foi ali que me dei contas que o celular tinha chegado ao Brasil.

Desde então não canso de me fazer perguntas recorrentes e sem respostas:
1 - O que as pessoas falam tanto ao celular? Consigo passar 1 semana sem telefonar prá ninguém e não me cai nenhum pedaço do corpo.
2 - Por que celular é tão caro no Brasil? Por que a ligação de um celular para um fixo de uma rua para outra custa 2 reais por minuto?
3 - Será que as pessoas perderam a noção das prioridades da vida? Ou já teriam perdido isto a muito tempo?
4 - Estará a classe média e pobre com as mesmas interrrogações que eram exclusivas da classe rica? Como distinguir o que posso ter? do que devo ter? Se posso ter 4 celulares, preciso me perguntar se preciso deles? Ou é melhor não se fazer este tipo de questão?

O Diário de Pernambuco de ontem não explicou as minhas dúvidas.

A reportagem mostra pessoas que têm 4 linhas de celular e gastam 30% da renda familiar com telefones !!! Já é um quesito maior do que o pagamento da habitação ou alimentação!!!
Tem pacientes minhas que chegam 2 horas da madrugada para fazer ficha e pegar 30 comprimidos de um remédio de pressão que custa MEIO REAL na Farmácia!!! E a primeira coisa que fazem é colocar o celular em cima da mesa.
Por que gastar 2 reais por minuto e economizar MEIO REAL perdendo uma noite de sono? Não sei.

Finalizando com o que será tema de uma próxima matéria aqui no blog: as comunicações estão aproximando ou distanciando as pessoas? Por que, depois de passar alguns minutos no MSN eu não tenho nenhuma vontade de falar pessoalmente com alguma pessoa? VEJA já deu a deixa na reportagem de capa da semana passada: SÓZINHO.COM.
Será um bom assunto.



domingo, 12 de julho de 2009

Ítalo Calvino




"O inferno dos vivos, se existe, não é o que foi nem o que será. É aquele que formamos vivendo juntos. Há duas maneiras de não sofrer: a primeira é fácil, basta você se adaptar ao inferno, fazer parte dele, ao ponto de não mais percebê-lo; a segunda é árdua e exige atenção e cuidado contínuos, que é no meio do inferno, você descobrir quem e o que não é inferno, e preservá-lo e ir adiante..."


Ítalo Calvino, "As cidades invisíveis", um dos maiores escritores italianos do século XX.

Copiado de moisesaugusto.blogspot.com

sábado, 11 de julho de 2009


( Como os leitores já sentiram, a dias tento tirar Michael Jackson e Sarney deste blog ... mas não consigo. Os 2 nasceram para primeira página e não conseguem sair de lá. Continuarei tentando. )

O Brasil viveu nesta quarta-feira seu momento Namíbia (confins africanos) ou Honduras (república de bananas) e a grande mídia, na sua guerra santa contra Sarney, fez de conta que não viu.
O Presidente Lula estava fora do país, o Vice-Presidente Alencar teve que se submeter a uma cirurgia de urgência e passou 6 horas na sala de cirurgia e provavelmente o dia inteiro sem poder decidir nem qual era a sua mão direita ou esquerda (sob efeito de anestesia). Sarney, como Presidente do Senado e do Congresso deveria ter assumido o cargo... mas não assumiu. Voltaria a aparecer na foto oficial com a faixa, como na foto acima.

Se o Brasil tivesse sido alvo de um atentado terrorista, por exemplo, ou outra situação que exigisse decisões imediatas, quem teria dado a palavra final? Provavelmente algum araponga de plantão ou José Dirceu que era, afinal de contas, quem decidia tudo que realmente importava até poucos meses atrás.
Foi uma pena viver um momento destes.

Felizmente não aconteceu nada, mas mostra como a organização do estado brasileiro é frágil e esgarçada. Quem assiste "24 horas" ou "The west wing", sabe como existem situações que um presidente fora do país não pode decidir. Certas situações exigem avaliações locais e imediatas ou as consequências podem ser funestas. Não podem continuar lendo historinhas para crianças por mais 6 minutos, como fez W.Bush na Flórida, enquanto as Torres gêmeas eram alvejadas.
Comprovado mais 1 vez: Deus é brasileiro.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

LULA


Jarbas Vasconcelos, senador PMDB-PE

" Lula interfere de maneira despudorada no Senado. Não importa ao presidente o respeito às leis, muito menos a consideração a quaisquer princípios éticos e morais.
Nosso presidente não tem pudor algum.
Tudo fará para permanecer no poder.
Inclusive comprometer correligionários e destruir o que ainda resta da dignidade do Congresso."

" O presidente confunde seu governo com sua pessoa.
Presunçoso, acha que sua popularidade lhe dá o direito de julgar condutas: absolveu os mensaleiros e os companheiros criminosos que forjaram dossiês eleitorais.
Entende que todos aqueles que contribuem para seu objetivo de poder estão acima da lei."

no jornal O GLOBO, citado no DP de ontem por Sebastião Nery.

Ufa !!! Petardo puro !!!
Precisa-se viver numa bela democracia, feito a brasileira, prá poder dizer isto do presidente e não ser fuzilado no outro dia. !!!! ah ah ah

quinta-feira, 9 de julho de 2009

O fim do RWINDOWS


Eis a notícia que pessoas ligadas em informática aguardavam:
o Google confirmou ontem que no próximo mês lançará um sistema operacional.
Primeiramente para netbooks e depois para todos os outros computadores.
O CHROME OS será o concorrente direto deste monopólio aleijado chamado RWINDOWS.

Primeira regra da informática :
1 - você ainda não conhece um sistema operacional se ainda não sentou diante de um computador Apple com Mac OS X ou um PC com Linux (que não recomendo para todo mundo, pois tem suas dificuldades).
2 - milhões de pessoas no mundo, a cada dia, trocam seus velhos PC por novos, imaginando um melhor campo de trabalho e velocidade. Pura ilusão!!!
Todo PC novo é uma bala !!!
Todo Windows novo é uma bala !!!
E aí uma semana depois começam os pacotes de atualização e o seu PC por mais caro e azeitado que seja, não dá rendimento.
A culpa não é do PC. É do rWindows e seus milhões de buracos e defeitos.
Não tem mais como ajeitá-lo e acredito que esta falácia chamada WINDOWS 7 será o tiro de misericórdia neste monstrengo que tornou bilionários - em dólares - muita gente da Microsoft.

Prá não dizerem que sou parcial e delirante, façam a experiência que muita gente já fez: pegue o seu PC que leva 10 minutos para abrir, como alguns dos meus, tire o Windows e bote um Linux. E o computador vira uma bala.
A conclusão é a mais simples e rasteira:
o problema era o Windows.

Link abaixo para quem quiser ler o artigo completo.


quarta-feira, 8 de julho de 2009

diversos:


Frase da coluna do Jabor, ontem :

" A HISTÓRIA BRASILEIRA É UMA NOVELA DE ILUSÕES.
ENQUANTO SONHAMOS, ELES ROUBAM.
ENQUANTO ACREDITAMOS NO FUTURO, O SISTEMA POLÍTICO NOS MENTE NO PRESENTE. "

" Honduras é dependente da ajuda dos Estados Unidos, Banco Mundial e petróleo. O novo governo não tem possibilidade de durar mais que 2 ou 3 meses." Ministro Celso Amorim.
O futuro dirá se ele está certo.

HONDURAS não teve golpe militar.
O presidente foi deposto pela Suprema Corte de Justiça do país.
A constituição de Honduras tem uma coisa chamada CLÁUSULA PÉTREA, assuntos que não podem ser mudados. O Brasil poderia fazer o mesmo.
Entre estes assuntos está a duração do mandato presidencial.
O presidente deposto queria ser reeleito, contra toda legislação do país. Decretou um referendo popular inconstitucional. Por isto foi demitido.
E por que não fizeram o impeachment, como com Collor ?
Porque na constituição de lá não existe a figura do impeachment !!!

O funeral de Michael Jackson foi muito melhor do que qualquer coisa que imaginei.
Tirando alguns excessos (Brooke Shields precisava ter falado quase 10 minutos? Aquele pastor poderia ter feito um resumo? Cadê as amigas Liz Taylor, Diana Ross ?e os amigos Macaulay Culkin? etc,etc.).
Parabéns à família Jackson.
Tudo de muito bom gosto.
Agora podem continuar a lavagem de roupa suja em particular.

terça-feira, 7 de julho de 2009

mikaeel


Era uma vez um menino negro, de nariz achatado, disciplinado e incrivelmente talentoso, que se tornou POP STAR. Depois perdeu o controle sobre seus gastos, sobre seus gostos, sobre sua vida e sobre sua realidade. Como crescer é muito doloroso, para todos, mas inevitável, ele se recusou a fazê-lo. Teve a ilusão de que , já que o mundo não poderia se adaptar a ele, ele se adaptaria ao mundo. Como um elefante desejoso de ser uma formiga, ou vice-versa. A possibilidade de tanta mudança dar certo era nenhuma.

Trocou de rosto, trocou de cor, trocou de casa, mas não conseguiu trocar de si próprio. Em vez de tentar resolver tudo pelo dinheiro e pelo poder, poderia ter trocado às milionárias ajudas médicas que recebeu (até para medicamentos que só se usam em sala de cirurgia, como Propofol, que o matou - é o que se especula.) por um psicólogo, um psiquiatra, bons amigos e uma reflexão sobre a vida, os seus problemas, as suas encruzilhadas,etc.
Optou pelo caminho mais fácil... e se deu mal.
Uma pena !!!

Seus fãs, entre eles eu, estamos inconsoláveis.
Imaginávamos mais músicas como Beat It e Billie Jean, onde ouvimos e dançamos, libertando as dores da vida, os nossos problemas sem solução, nossa atrapalhada busca de um Ser Superior dentro ou fora de nós próprios.

Hoje é o velório oficial deste corpo que carregou tanta doçura, beleza, generosidade e talento. Mas também carregou tanta confusão, tanta falta de tato para descobrir o que era real e o que era "neverland" - a terra do nunca, de Peter Pan.
É com ingenuidade que ele diz na famosa entrevista a Bashir que "Eu sou Peter Pan". A sua recusa a crescer talvez tenha lhe facilitado a vida, mas não o fez administrá-la melhor.

Conta a lenda que, depois de passar grande parte dos últimos 10 anos no Dubai e em contato com a civilização muçulmana, Michael Jackson teria aderido ao islamismo (como muitos negros americanos o fizeram ), feito o juramento que é obrigatório para quem é aceito como adepto e adotado o nome de MIKAEEL, que era um dos anjos de ALÁ, que é como é chamado Deus no islamismo.
Maomé, o fundador da religião, é o seu profeta.

Nada mais próprio.
Os tormentos da sua vida logo serão esquecidos.
Ficará a aura celestial de sua arte.
Será um anjo na melhor definição da palavra,
à parte suas contradições.

O nome da sua turnê atual diz tudo:

"this is it"
(Isto é ele ou Isto é tudo.
Isto é Ele? ou Isto é Tudo?)

Cá por mim, prefiro a simbologia da imagem de Buda.
Uma mão se dirige para o alto, na busca do que for superior: a espiritualidade, o prazer,etc.
Mas a outra mão está no chão, na realidade, no aqui e agora.


Adeus, Michael !!! A Deus!!!

Posição clássica das imagens de Buda e de grande ensinamento para todos: uma mão virada prá cima significando a espera pelas coisas que vêem do Alto, mas a outra toca no chão, mostrando que jamais devemos fugir da nossa realidade, do aqui e agora, do dia a dia.
Nada mais perigoso do que não querer combinar esta doce balança simbológica.