terça-feira, 30 de abril de 2013

Jorge Donn, a melhor safra argentina.


.






A Argentina já deveria 
ter dado o nome de 
JORGE DONN 
a alguns dos seus monumentos, 
ruas e cidades.

Junto com Jorge Luís Borges, 
Julio Cortázar e Messi,
são a melhor safra que os irmãos portenhos
já produziram.

Não !!!
Carlos Gardel não era argentino,
era francês de Toulouse.


.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

"Seja você quem for, eu sempre dependi da bondade de estranhos "

.






do filme 

Um bonde chamado desejo,

(A streetcar named desire)

da peça de Tennessee Williams,

do filme de Elia Kazan,

com Marlon Brando e

Vivien Leigh.

Frase do personagem de Vivien,

Blanche Dubois.


"Whoever you are,

I have always depended

on the kindness of strangers."


.

domingo, 28 de abril de 2013

Daniel Lima






"O que espero daqueles a quem amo
é que me amem também com igual afeto,
é que não em homem perfeito me transformem,
melhor embora do que sou, mais outro.

O que dos que me amam sempre espero
é que me acolham sempre, de alma aberta,
tal qual sou, singular, e único homem,
de Deus nascido para ser eu mesmo.

Que me acolham qual sou e sem perguntas
Me aceitem frágil ser, com esses defeitos
tão meus, que os não tivesse, outro seria,

O que espero daqueles que me amam,
é que me dêem, de seu amor surgido
o que já está em mim, deles à espera."

em Sonetos quase sidos,
CEPE, Recife, 2012.

copiado da excelente coluna de
Luzilá Gonçalves,
Letrasàsterças.

sábado, 27 de abril de 2013

Mantega governador de São Paulo ? Alice no País das Maravilhas agradece. Pollyanna também.



.




Está na revista Época desta manhã de sábado.

Setores do PT estão animados
 com a possibilidade de lançar 
o Ministro Mantega candidato 
a governador de São Paulo .

Isto só mostra o desespero
dos partidos políticos brasileiros
que não se renovaram
e só alimentaram os seus mitos.


EU :

Se um poste se elegeu prefeito 
de São Paulo,
 não há nada que impeça
 um economista delirante
 (prá não dizer incompetente) 
que errou 100 % das previsões 
que fez no governo, seja ungido governador.

Alice no País das Maravilhas agradece.

Pollyanna também.



sexta-feira, 26 de abril de 2013

Martin Luther King, Jr.




.




"A lei não muda

o coração das pessoas,

mas protege os mais fracos

contra os que não têm coração."



Martin Luther King, Jr.



.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Forte militar ou escola ?







"Um novo forte militar ?
Não.
É uma nova escola. "



.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

5 hábitos franceses que podem mudar a sua vida.

.





O Globo on line resenhou o livro
"Madame Charme - 
Dicas de estilo"
de Jennifer L Scott.

O título foi chamativo,
mas entregou o que vendeu.

"ADOTE CINCO HÁBITOS
FRANCESES QUE PODEM
MUDAR A SUA VIDA "

1. Fique longe dos lanchinhos.
Isto ajuda a aproveitar
melhor as refeições principais.

EU :
Questão relativa… e extensa.

2. Valorize a qualidade das suas
roupas e acessórios.
Todo dia é um dia único.

3. Incorpore exercícios simples
a seu dia - a - dia.

EU :
totalmente de acordo.
Esta neurose brasileira,
importada de americanos,
que exercício é ir prá academia
e ficar sugando a garrafa dágua,
e tomando "suplementos"
é maluqueira total.
Muita gente ainda vai
pagar caro por esta bobeira.

4. Cultive guarda-roupa enxuto.
Poucas peças, mas adequadas
e as melhores que seu
orçamento der prá comprar.

Eu :
- Este é um ideal que nunca
consegui realizar.
Nasci dum pai acumulador,
com quartos cheios de coisas
inúteis…e  herdei, em parte.

5. Organize sua bagunça e 
diga não ao consumismo.

EU :
simples de dizer
e difícil de fazer.

P.S.: 
Prá quem quiser ler o artigo original no site do Globo,
link abaixo :



terça-feira, 23 de abril de 2013

Ex-Presidente George W Bush se prepara para abrir a Biblioteca com o seu legado...



...em termos de livros, 
assim como nosso ex-presidente Lula, 
deve ter no máximo uma tabuada 
e um cartilha de ABC.




Matéria completa no The Washington Post the hoje.
Link abaixo :

http://www.washingtonpost.com/politics/bush-library-opening-puts-his-presidency-back-in-the-spotlight/2013/04/22/bb7e6b9c-ab65-11e2-a8b9-2a63d75b5459_story.html?hpid=z2#

segunda-feira, 22 de abril de 2013

domingo, 21 de abril de 2013

Num quadro de Edward Hooper, André Dick








a vida destrói 
um sol
quase esquecido
numa tela
de hooper :

o posto de gasolina
abandonado,

 onde um senhor, 
talvez o dono,

em seu ócio,
rega a grama

com sua bomba
de petróleo.



.


da coleção
poesia.br

sábado, 20 de abril de 2013

David Hemenway : O milagre de Boston (última parte).






Como todos já sabem,
o combate à violência exige ações
integradas, indo de prevenção
até repressão.

A mentalidade mais tosca do brasileiro 
comum resume estas atitudes em
repressão e,
quanto mais truculência melhor.

O Massacre do Carandiru é um
exemplo cristalino deste pensar torto
e sem resultados.

A morte sem resistência dos 111
prisioneiros causou uma enorme
sensação de impotência e fragilidade
em um grupo que está acostumado
a se sentir poderoso quando diante
de suas vítimas desarmadas.

O resultado foi o impensável:
criminosos com interesses e
backgrounds totalmente diferentes
decidiram se unir e 
fundar o PCC, o CV, 
e outros grupos menores.

Desta forma a sociedade pagou caro
pelo massacre.
Se não existisse o PCC, por exemplo,
uma ação como o assalto do 
Banco Central de Fortaleza
jamais teria sido feita por
algum pequeno grupo isolado.
Precisava logística, conhecimento
e caro financiamento,
que só o PCC tinha.

A conclusão é que dos 182 milhões roubados,
só foram recuperados cerca de 30 milhões.
150 milhões, em notas usadas de 50 reais que iam para o incinerador, permaneceram nas mãos do crime, 
uma vultosa quantia para financiar
uma montanha de delitos.

O Milagre de Boston :

Saúde Pública e Polícia se
uniram num projeto.
A polícia declarou que não tinha
nada contra as gangues,
desde que elas não apelassem para o crime.
Direcionou 5% do efetivo para 
este trabalho.
Chamou líderes das gangues para uma reunião,
acompanhados de suas avós
e avisou:
A gangue que começar qualquer tiroteio
vai sofrer a Lei de Al Capone.
Como é difícil prender os atiradores,
pelas circunstâncias
ou por estarem mortos,
 vamos prender
os líderes destas gangues e acusá-los 
de qualquer coisa paralela que seja
verdadeira, claro,
até por fraude no Imposto de Renda
(como foi o caso do mafioso de Chicago)
ou carteira de motorista vencida.

No primeiro tiroteio 
isto tudo foi cumprido,
muitos chefes presos, 
e as outra gangues viram que
era prá valer.

Em poucos meses houve uma redução
significativa dos crimes de gangue.

Isto ficou sendo conhecido como
O Milagre de Boston.

Um assunto que parecia ser só policial
e de repressão, 
era também de inteligência
e coordenação entre vários grupos
da sociedade.

Um belo exemplo !

.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

David Hemenway : A violência é uma questão de Saúde Pública : As armas ( 2a parte)









David Hemenway (DH) 
diz na entrevista que o sentimento
que temos hoje em relação à nossa
impotência (americana sobretudo)
diante das armas de fogo,
é semelhante ao que se sentia
na década de 50-60 diante do tabaco.

Que os lobbies eram poderosos e
indestrutíveis,
e que nenhum político conseguiria
legislar sobre o assunto,
pois não teria apoio.

O que aconteceu foi que,
a pressão popular e
medidas pontuais
como o aumento do preço e
restrição de uso do cigarro em
qualquer lugar,
criou um ambiente propício
de desestímulo ao fumo.
Fazendo diminuir 
consideravelmente
o número de fumantes.

Armas em casa podem ser úteis
diante da perseguição de um
possível marginal,
mas é cercada de riscos.

Apesar dos acidentes 
darem mais manchetes,
o principal risco é o suicídio.

Em Estados americanos onde
existe uma cultura
de ter armas,
a morte por suicídio
é muito mais frequente.

A mortalidade por suicídio com armas
chega a 90%.
Se o instrumento for ingestão de remédios,
por exemplo,
que é um método mais usado por mulheres,
o índice de morte é de menos de 10%.

Isto explica, em parte,
porque 3 vezes mais mulheres 
tentam o suicídio,
mas os homens morrem 4 vezes mais.
O método que eles usam,
as armas,
é muito mais mortal.

O QUE OS FABRICANTES DE ARMAS
JÁ TÊM TECNOLOGIA PARA FAZER,
MAS NÃO FAZEM :

1. Cada arma com um número de registro
que não possa ser apagado
e um banco de dados
com as "digitais" de cada arma.
Acabaria com qualquer 
crime que pretenda não
ser identificado.

2. travas para evitar disparos
acidentais em quedas.

3. reconhecimento de digitais dos donos,
não permitindo que outros a usem.

Isto foi o que aconteceu com roubos de 
aparelhos de som nos carros.
Quando se criou um método de 
tornar inutilizável o som roubado,
porque só o dono tinha a outra parte
do aparelho,
os roubos de som em carro,
em muitos países
simplesmente acabaram.

P.S.:  Eu acrescentaria um método que não testei e se divulga pela internet : Se você digitar no seu celular *#06#, aparece o número individual do aparelho. Se, quando fosse roubado, você ligasse prá uma central ou operadora e pedisse prá desativar para sempre aquele aparelho, o roubo de celular e os muitos crimes que isto causa, seria reduzido a ZERO.
Não adiantaria roubar celular
prá ele não funcionar mais.

Por que isto não é feito ?
Não tenho idéia e acho difícil acreditar
que seja só prá vender mais aparelhos,
no lugar dos roubados.

Nisto o governo poderia impor uma conduta,
ou criar esta central.

Amanhã teremos a última parte
deste assunto de como uma 
visão de Saúde Pública,
combinada com atitude policial,
diminuiu em muito a violência.

No que se chamou na última década
de O MILAGRE DE BOSTON.
(Que, evidentemente, não tem
nada a haver com as bombas 
da maratona, esta semana.)





quinta-feira, 18 de abril de 2013

David Hemenway : violência também é questão de saúde pública. Parte I






O repórter Jorge Pontual entrevistou para o programa Milênio, Dr. David Hemenway.
Diretor de um centro de estudo na Universidade de Harvard, 
que pesquisa ações para diminuir 
os danos da violência.
O grupo estuda sobretudo armas e ele
tem vários livros publicados.

Um dos mais conhecidos é
"Private guns, public health"
( Armas particulares, Saúde Pública)
que está em promoção,
no original em inglês,
na Livraria Cultura.
Como ebook custa módicos 25 reais.

A Saúde Pública dá grande esperanças de redução dos danos.

Ele cita o exemplo dos carros :
na década de 50 todos os acidentes de carro
eram considerados como erro do motorista
ou defeito do carro.

Então os estudos mostraram
 que muitos morriam
pelo esmagamento do tórax pela direção.
O uso da direção retrátil salvou milhares.
Os vidros dos parabrisas se estilhaçavam
ferindo os ocupantes.
A mudança dos vidros resolveu isto.
Muitos morriam porque eram ejetados
das cadeiras na hora da colisão.
Os cintos de segurança acabaram
com esta hipótese.

38 mil mortos em acidentes de trânsito,
por ano nos Estados Unidos,
ainda são muito,
mas é uma redução de 90%
se considerarmos quilômetros rodados.

Pelos índices dos anos 50,
os mortos seriam 380 mil por ano.
Uma grande vitória.

Amanhã farei outra postagem
sobre armas e saúde pública
e depois O Milagre de Boston,
um programa que reduziu mortos
nas brigas de gangues.



O programa completo está no link abaixo,
da Rede Globo,
dona do Globonews :

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Olivier Teboul, impressões de um francês sobre o Brasil.







Depois de passar 1 ano em Belo Horizonte,
Olivier faz 65 interessantes observações
sobre o Brasil.

Algumas delas :

- Aqui no Brasil  futebol é quase religião e cada time uma capela.

- Aqui no Brasil tem um órgão chamado DETRAN.
Nem quero falar disso não,
não saberia por onde começar.

- Aqui no Brasil tem um lugar chamado cartório.
Grande invenção para ser roubado direito
e perder seu tempo durante horas
para tarefas como certificar uma cópia
( que o funcionário nem ao menos olha )
ou conferir que sua firma é sua firma.

- Aqui no Brasil o clima é muito bom.
Tem sol, não está frio.
Todas as condições para atividades externas.
Mas nas tardes de domingo não tem uma pessoa na rua.
Estão todas nos shoppings.
Shopping é a coisa mais sem graça no Brasil.

- Aqui no Brasil tudo é gay.
Beber chá é gay.
Pedir coca-cola zero é gay.
Jogar voley é gay.
Não gostar de futebol é gay.
Ser francês é gay.
Ser gaúcho é gay.
Ser mineiro é gay.
Não falar que algo é gay,
também é gay. "

E por aí vai,
muito interessante.


Link abaixo :

terça-feira, 16 de abril de 2013

Alberto Lins Caldas, Mallamargo








● essas laminas não se calam mais ●
● nem escondem cadaveres ●

● essas laminas sabem a sombra ●
● conhecem os ossos e a carne ●

● essas laminas cortaram arvores ●
● mudaram rios abatem palavras ●

ii

● agora não ha labios nem olhos ●
● q possam acompanhar a vida ●

● toda porta é a do grande exilio ●
● aqui se bebe todas as lagrimas ●

● quem manda em tudo é a morte ●
● essa cobra q as laminas querem ●

iii

● !sim a morte é isso q nos cala ●
● essa morte amarela verde oliva ●

● esses olhos tão azuis o mar ●
● esse mesmo q nos carrega ●

● agora nos vendem o vazio ●
● esse amargo q bebemos rindo ●

iv

● faz parte do nosso e dos ossos ●
● fizemos questão de tudo isso ●

● e na abobada fina cruzamos ●
● os dedos como quem reza ●

● sabemos ha muito tempo ●
● mas nada fizemos nem dançar ●

v

● a noite começa dessa maneira ●
● e so vai terminar depois de nos ●

● ate o fim comeremos carne podre ●
● beberemos esse sangue coagulado ●

● é meia noite e é sempre muito ●
● agora é dormir e se esconder ●

vi

● os olhos não veem mais nada ●
● nada é familiar ou estranho ●

● cacto urtiga espinheiro santo ●
● nada disso pertence ao olhar ●

● os ouvidos tão surdos e sos ●
● todos os dedos entorpecidos ●

● as pernas foram todas cortadas ●
● e as q ficaram agora marcham ●

● violeta genciana na garganta ●
● cinzas sob a lingua o ruido ●

● o corpo é esse terreno baldio ●
● grama isso dentro da gramatica ●

● essa abelha essas unhas de gato ●
● esse barco essa vela rasgada ●

● as gaivotas devoram pombos ●
● os cães mastigam e cospem ●

● durante sai da sombra e cora ●
● porq o sol não é mais o sol ●

● todas as arvores carregadas ●
● esses frutos negros e podres ●

● essa nevoa no jardim é a dor ●
● isso q vem ninguem pode mais ●

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Criança de cor, de um menino africano, 2005.


.







"Quando nasci, eu era preto;
cresci preto
e quando fico no sol
continuo preto.

Quando tenho medo sou preto,
quando doente, preto,
e, quando morro,
continuo preto.

E vocês, meus amigos brancos ?

Quando nascem são cor de rosa.
Quando crescem ficam brancos.
Quando se queimam no sol,
 vermelhos.
Quando no frio,
ficam azuis.
Quando têm medo,
amarelos.
Quando doentes,
esverdeados
e, quando morrem,
acinzentados.

Por que vocês me
chamam de
Criança de Cor ? "

Poema de uma criança africana
em 2005.



.


domingo, 14 de abril de 2013

Miss Charme Cobra Cascavel em Sweetwater, Texas.








Kinda Vaught foi eleita a Miss Charme Cobra Cascavel 2013 na Feira de Sweetwater, Texas.
É uma feira que se realiza anualmente em março. com detalhes prá lá de bizarros.

Milhares de cascavéis são capturadas e expostas.
Tem o "rodeio" de vaqueiros que consigam ficar mais tempo numa jaula junto com centenas delas.

Depois são mortas à vista do público.
Suas bexigas são vendidas para chineses que fazem medicamentos com elas.

As carnes são servidas em restaurantes dentro da feira.
Os couros vão para indústria de sapato e bolsa.



http://www.latimes.com/news/nation/nationnow/la-na-snake-charmer-video,0,6905898.premiumvideo

Não consegui saber o que os ecologistas acham duma matança desta.
Sei que é necessário controlar a população deste tipo de animal, pois dão muito prejuízo matando animais, etc. 
Fora o risco para as pessoas.

Não gosto de cobras.
Tenho pesadelos quando assisto aquela série de Austin Power que passa no Discovery Chanel.

Me assusta o risco delas e viver numa região sem recursos médicos.
Mais de uma pessoa já morreu de picada de cobra aqui em Pesqueira.

Por medida de economia agora não tem mais soro antiofídico em muitas cidades. Só nas centrais, que ficam há horas de distância e também não têm sempre um estoque deles.

O resumo de sempre : o governo economiza dinheiro para construir Tribunais da Justiça do Trabalho, à maneira do juiz Lalau, e o povo morre.

Também acho desaconselhável a mania americana de criar cobras e outros animais não domésticos em casa. Perigo para os animais e perigo para os residentes.

.

sábado, 13 de abril de 2013

Toy Stories, Gabriele Galimberti





Gabriele Galimberti, acima,
é um fotógrafo italiano que viajou
por 58 países
para registrar como brincam
as crianças de cada um deles.

O projeto se chama
Toy Stories.

O link do projeto abaixo :





Chiwa, do Malauí,
vive numa casa sem luz nem água.
Só tem estes 3 brinquedos
que ganhou de uma ONG
quando nasceu.

Prefere o dinossauro,
porque acredita que ele a protege
de animais perigosos.

Ajuda a mãe a trazer água do rio
para casa.
Sua aldeia tem 50 crianças
que passam o dia inteiro
fora de casa,
brincando na rua.





Abel, de Nopatelpec, Mexico,
é apaixonado por carros de corrida.
Algumas vezes brinca
com sua irmã mais nova.


.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

H.L. Mencken : tijolaços









"O amor é a ilusão de que uma mulher é diferente da outra."

"As únicas pessoas realmente felizes
 são as mulheres casadas 
e os homens solteiros."

"O adultério é a democracia aplicada ao amor."

"A consciência é uma voz interior
que nos adverte de que
alguém pode estar olhando."

"Não importa o quanto uma mulher
seja feliz no casamento.
Sempre lhe agradará saber que
há um sujeito simpático
e atraente
desejando que ela não fosse. "

"O principal conhecimento que se adquire
lendo livros
é o de que poucos livros
merecem ser lidos. "

"Pelo menos numa coisa 
homens e mulheres concordam :
nenhum deles confia em mulheres. "

"A fé pode ser definida em resumo
 como uma crença ilógica
na ocorrência do improvável. "

.
P.S.:
Não me atirem pedras.
São só citações.
Não quer dizer que concorde com tudo.

Um dos meus dísticos de vida é
que não comento críticas,
só elogios.

ah ! ah !
Este é o dístico de pessoas do facebook
que deletam tudo que não for elogios.

,

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Quoi, Jane Birkin


.









O quê? 




Nosso amor louco deixaria apenas cinzas
Gostaria de ir para baixo qu'la Terra pára
Você, você disse para mim mesmo 
que você não tem a corda
 para se enforcar
É para deixar ou tirar
Alegria e tristeza é o que leva ao amor
Esteja ciente de que, pelo menos,
 o meu coração pode quebrar
Pela maneira que eu tenho muito a aprender
Se eu entender que você soubesse

O amor como um duelo cruel
Volta para trás e não, obrigado
Você tem a escolha de armas ou as lágrimas
Pense nisso, pense nisso
E entender que é morte para a vida

O quê? Nosso amor louco deixaria apenas cinzas
Gostaria de ir para baixo qu'la Terra pára
Você prefere morrer do que para fazê-lo
Vai saber vai entender

Amor cruel como um duelo
Volta para trás e não, obrigado
Você tem a escolha de armas ou as lágrimas
Pense nisso, pense nisso
E entender que é morte para a vida

Você prefere morrer do que para fazê-lo
Vai saber vai entender

O quê? Nosso amor louco deixaria apenas cinzas
Gostaria de ir para baixo qu'la Terra pára
Você, você disse para mim mesmo que você não tem a corda para se enforcar
É para deixar ou tirar

P.S.:
A tradução foi copiada de algum lugar na internet e é cheia de defeitos.
Procurem os dicionários e os consertem.
ah ah

.

.