terça-feira, 31 de maio de 2011

Tulio Carella





"Pelas veias dos negros (de Recife) não corre sangue,
mas luz do sol,
a substância vital
dos trópicos alegres, cantantes e trágicos.

Gozam com o sexo, a vida, a morte e a dor.
Mas neles tudo se transforma em prazer e,
enquanto podem,
vivem até a última gota de sangue."

Túlio Carella.
Professor argentino que passou anos em Recife,
na década de 60.
Já tinha sido visto no livro de Trevisan
"Devassos no Paraíso."
Agora saiu uma edição de "Orgia"
onde conta sua paixão erótica
realizada com os trabalhadores
do Cais do Porto de Recife.

P.S.: A foto é do modelo Ramirez Allende.
Não encontrei o crédito do fotógrafo.


segunda-feira, 30 de maio de 2011

IMPOSTOS: 30 de maio: Feliz Ano Novo para os brasileiros.





De 1 de janeiro até 29 de maio, o dinheiro que o brasileiro ganha vai para o governo, na forma de imposto.
Só hoje começamos a ganhar dinheiro para pagar as nossas contas.

Já chega a 41% o total do PIB comprometido com impostos.
De cada 1.000 reais que o brasileiro recebe, 400,82 fica com o governo.
São 149 dias do ano para impostos.
Perde para a Suécia, com 185 dias.

Empata com a França, nos 149.
E aí pode-se fazer as comparações certas.

Não se gasta dinheiro com segurança pessoal na França, pois a criminalidade é mínima, fora dos bolsões de imigrantes nos arredores de Paris.
Não se gasta 1 real com escola para os filhos, pois as melhores escolas são as públicas, e tem vagas para todos os alunos.
Professores públicos ganham o bastante para não imitar os seus companheiros brasileiros, que têm que apelar para a plaquinha de "VENDE-SE DUDU" na porta de casa, para poder pagar as contas no fim do mês.

Planos de saúde não existem na França e, muito menos saúde privada. Deve ser menos de 1% e se restringe a hospitais de luxo, onde celebridades se internam.
Para toda a população a saúde pública é da melhor qualidade e nada custa.

Resumindo: dá prá entender quando o ex-presidente Lula falava que não se podia administrar um país com impostos de 10% do PIB. Só não dá prá entender porque a população tem tão pouco em troca.
Talvez estava certo o Paulo Francis, quando dizia que todo imposto no Brasil é doação, pois não tem sua contrapartida oferecida pelo estado.

domingo, 29 de maio de 2011

Minha asma, Dr House





Ana : Minha Asma.
Disseram que eu iria melhorar, mas não está fazendo nenhuma diferença.

Dr. House : Bem, às vezes os médicos se enganam.
Anna, precisamos tentar melhorar você novamente.
Está usando o seu inalador ?

Ana: Uso todo o tempo. Estou gastando um inalador por semana.

Dr. House: Está certa de que está usando certa ?

Ana: Pareço uma idiota ?

Dr.House: Não. Mostre-me como funciona o seu inalador.





sábado, 28 de maio de 2011

Os estatutos do homem







ARTIGO I.
Fica decretado que agora vale a verdade,
que agora vale a vida,
e que, de mãos dadas,
trabalharemos todos pela vida verdadeira.

ARTIGO III.
Fica decretado que, a partir deste instante,
haverá girassóis em todas as janelas,
que os girassóis terão direito
a abrir-se dentro da sombra;
e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
abertas para o verde onde cresce a esperança.

ARTIGO IV.
Fica decretado que o homem
não precisará nunca mais
duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem
como a palmeira confia no vento,
como o vento confia no ar,
como o ar confia no campo azul do céu.

PARÁGRAFO ÚNICO:
O homem confiará no homem
como um menino confia em outro menino.

ARTIGO V.
Fica decretado que os homens
estão livres do jugo da mentira.
Nunca mais será preciso usar
a couraça do silêncio
nem a armadura de palavras.
O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo
porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa.

ARTIGO VI.
Fica estabelecida, durante os séculos da vida,
a prática sonhada pelo profeta Isaías,
e o lobo e o cordeiro pastarão juntos
e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

ARTIGO XI.
Fica decretado, por definição,
que o homem é um animal que ama
e que por isso é belo,
muito mais belo que a estrela da manhã.

Thiago de Mello

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Ney Matogrosso no Roda Viva, da TV Cultura




Ney Matogrosso, às vésperas dos 70 anos, apareceu no Roda Viva esta semana.
Uma hora e meia de uma entrevista antológica.

Difícil resumir um texto tão denso, onde ele falou dos seus amores, das suas guerras particulares com o pai militar, com uma sociedade preconceituosa.

Um homem resolvido, sem dúvida.

"Os políticos brasileiros estão abaixo de qualquer nível crítico."

"O futuro ? Não tenho a menor idéia do que estarei fazendo no futuro. EU SOU UMA PESSOA ABERTA PARA O FUTURO."

Entre tantos assuntos levantou uma polêmica bandeira: a maconha e o LSD foram importantes instrumentos de descoberta e libertação para ele.

É uma inquietante questão, sem resposta para a sociedade como um todo:
difícil saber de antemão quem navegará no barco do escritor Aldous Huxley, para quem as drogas foram "as portas da percepção" ou quem mergulhará na autodestruição até se esbagaçar por definitivo.

O meu conselho?
- Na dúvida, melhor nem começar.
O cérebro de cada um já tem uma imensa quantidade de boas "drogas", sendo a Serotonina a principal delas.
O uso é mais complicado, mas muito mais seguro.


P.S. : a foto que ilustra a matéria foi tirada da internet e está atribuída a Roberto Ferreira, que merece parabéns pela bela foto.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Chaz Bono, filha-filho de Cher.




Chastity Bono é esta menininha loura.
O pai é Sonny Bono, cantor mítico do pop, na dupla com a mãe Cher, que ainda hoje faz sucesso e depois de centenas de cirurgias plásticas ainda parece ter 20 anos... de cirurgias plásticas.
Depois ele entrou para a política da Califórnia, até morrer num acidente de ski.


Na casa dos 20 anos, Chastity se assumiu como lésbica,
chocando a mãe Cher, que foi a última a saber.


3 anos atrás se assumiu como transexual e fez operação para retirar as mamas e mudou o nome para Chaz. Oficialmente é agora um homem de meia idade, 42 anos.(este da foto acima, de paletó).

Apareceu no lançamento do canal de documentários da rede da Oprah (OWN) como o primeiro documentário do canal. Chama-se Becoming Chaz ( Tornando-se Chaz).
Na foto com sua parceira de 6 anos.
A relação ficou estremecida, mas não acabou, pois era uma relação lésbica e agora a parceira está casada com um homem.
Ele diz que, por enquanto não pretende fazer cirurgia genital. Que o mais importante é se sentir homem e não ter um pênis. Tomou muita testosterona e tem agora a voz de um homem. A mãe Cher quer guardar a secretária eletrônica com a voz feminina, "pois esta voz não existe mais." Na prática é como viver um luto, "você perdeu uma filha e está ganhando um filho."

P.S.: Todas estas informações foram tiradas do programa da Oprah e da Wikipedia. É mesmo muito curioso e confuso o mundo atual, no assunto sexualidade. Imagino as rotações que um cérebro de mãe deve ter sido submetido.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Chove






Chove...
Mas isso que importa!,
se estou aqui, abrigado nesta porta,
a ouvir, na chuva que cai do céu,
uma melodia de silêncio
que ninguém mais ouve
senão eu?

Chove...
Mas é do destino
de quem ama,
ouvir um violino
até na lama.


poema de José Gomes Ferreira
foto de Frank Vincentz, Wikipedia.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Escavação





Numa ânsia de ter alguma coisa,
Divago por mim mesmo a procurar,
Desço-me todo, em vão, sem nada achar;
E a minh'alma perdida não repousa.

Nada tendo, decido-me a criar:
Brando a espada: sou luz harmoniosa
E chama genial que tudo ousa
Unicamente à força de sonhar...

Mas a vitória fulva esvai-se logo...
E cinzas, cinzas só, em vez de fogo...
- Onde existo que não existo em mim?

Um cemitério falso sem ossadas,
Noites d'amor sem bocas esmagadas -
Tudo outro espasmo que princípio ou fim....

Mário Sá Carneiro

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Angra 3 e porque, quando a carga tributária brasileira chegar a 99.9% do PIB, ainda não será o suficiente.





Um exemplo de que, com a qualidade do gerenciamento do governo brasileiro (não deste apenas, pois o problema vai completar 30 anos) não há CPMF, nem outros impostos, que possam dar vencimento à fome de recursos dos governantes. Agora querem ser chamados de gestores, um novo nome para uma antiga incompetência.

Deu na coluna do Cláudio Humberto de ontem:

1. Em 1984, 27 anos atrás, recebeu da Alemanha caixotes com o material para a Usina Nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro.

2. Em 2010, 26 anos depois, o Brasil começou a construir a usina, que ficará pronta em 2016.

3. O Brasil gasta 20 milhões de dólares por ano na manutenção destes caixotes. Até agora 520 milhões.

4. Nestes quase 30 anos a Alemanha já reviu muitos dos seus critérios de segurança no programa nuclear. Certamente uma grande parte do material encaixotado está obsoleto.

5. A Eletronuclear brasileira é dirigida por Othon Silva há 14 anos, que atua como se a estatal fosse sua propriedade privada.

EU: Nada a acrescentar.
Só falta uma nova campanha de Brasil Grande.

domingo, 22 de maio de 2011

Alfama, de Ana Sofia Varela





Quando Lisboa anoitece
como um veleiro sem velas
Alfama toda parece
uma casa sem janelas
aonde o fogo arrefece.

Nem numa água-furtada
no espaço roubado à mágoa,
e Alfama fica fechada
em quatro paredes de água
quatro paredes de pranto.

Quatro muros de ansiedade
que à noite fazem o canto
e se acende a cidade,
fechada em seus encantos
Alfama cheira a saudade.

Alfama não cheira a fado
cheira a povo, a solidão,
cheira a silêncio magoado
que só a tristeza contém.

Alfama não cheira a fado
mas não tem outra canção.
Alfama não cheira a fado
mas não tem outra canção.

sábado, 21 de maio de 2011

Irshad Manji





Irshad Manji, 43, é uma escritora canadense, nascida em Uganda de pai egípcio.
Foi descrita pelo jornal New York Times como "o pior pesadelo de Osama Bin Laden".
Criada nos preceitos mulçumanos, ficou famosa há poucos anos com o livro "O problema com o Islã hoje".

Ela diz que o islamismo é a única das grandes religiões que convive com o "literalismo", ou seja, seguir os livros sagrados ao pé da letra. Uma posição que, segundo ela, abre os portões para terroristas e sequestradores.

Já foi também apelidada de " o Salman Rushdie de saias.
Este é um grande escritor dos tempos modernos que caiu na bobagem de incluir o profeta Maomé em um de seus livros (Os versos satânicos) despertando a ira dos crentes e recebendo uma sentença de morte, uma fatwa.

Segundo ela, quando se encontrou com Salman lhe perguntou porque ambos tinham tido a ousadia de atrair tanto ódio para si.
Ele respondeu com uma frase inquietante:

"Uma vez que você externa um pensamento,
não pode mais negá-lo.
Um livro é mais importante
do que uma vida. "

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Gisele Bundchen: curta, grossa ... e certa.




" Não como comida industrializada. Nunca dei ao meu filho tal alimentação. Nem darei."
declaração da Uber Model, na Folha de São Paulo.
Na foto ela e Benjamin, de pouco mais de 1 ano.

Na contramão do bom senso da modelo, na minha clínica diária de crianças pobres as mães que, felizmente, deixaram de ser enganadas pelas maravilhas do leite em pó, têm agora uma nova obsessão.
100 % das mães pobres que atendo não estão interessadas em dietas certas ou naturais.
A pergunta de todas elas é:
QUANDO POSSO DÁ DANONINHO AO MEU FILHO?

Danoninho é agora uma nova epifania, graças à propaganda.
Aquele alimento que virou rito de passagem para a abundância, para a maioridade e para o reconhecimento.
Hoje no Supermercado Bonanza tinha uma mãe na minha frente, na fila do caixa, com um filho de meses no braço, outro de pouco mais de 1 ano no chão, de Havaianas remendadas, e sua única compra era... pacotes de Danoninho.

Não sei se era melhor quando todas as mães da minha cidade achavam que os seus filhos deveriam se chamar Cauã, Cauana ou Cauê. Ou quando começou a nova onda dos nomes duplos proparoxítonas. Tâmise Élise não é o pior deles.

Tudo só reflete uma total ignorância sobre bebês e uma enorme indigência humana, de quem acha que o filho só pode ter um significado na vida se lhe for dado o nome mais esdrúxulo que se possa inventar.


quinta-feira, 19 de maio de 2011

"Insite" Canadá, acima das histerias.





O Canadá, mesmo que não em uma iniciativa oficial, dá ao Brasil e Estados Unidos um show de civilidade.

Nestes 2 nossos países predominam os chiliques da Direita-Bolsonaro, dos evangélicos histéricos e das CNBBs da vida, que até pouco tempo, impossibilitada de proibir os padres de praticarem sexo, ensinava que era melhor eles pegarem AIDS do que usarem a camisinha, proibida pelo Vaticano. Nem preciso dizer, que num desrespeito absoluto pelo sofrimento alheio.

O "INSITE", cujo link está abaixo, é uma instituição de Vancouver, Canadá, que tem um lugar onde viciados em Heroína podem encontrar seringas limpas e pequenos cubículos onde se aplicarem a droga e serem socorridos se tiverem overdoses, sem precisar morrerem desnecessariamente nos parques da cidade sem assistência médica.

Isto que é a verdadeira modernidade.
Se o facínora Bolsonaro tivesse alguma coisa de moderno, seria respeitar os direitos dos outros.

Ninguém é obrigado a ser a favor de drogas, de aborto, de casamentos gays.
Mas, sendo a favor ou não, eles existem.
É melhor as mulheres brasileiras fazerem os seus abortos (que serão feitos de qualquer maneira) num hospital limpo do governo, ou usarem suas agulhas de tricôs e depois irem custar milhares de reais nas UTIS públicas com as complicações do seu ato?

Se você é contra o casamento gay?
Ok, não case com seu namorado-a.

Mas você não pode fazer cruzadas contra o que não lhe é de direito.
Respeite o seu irmão que está na sua frente e não tem escolhas.
A mulher pobre que vai abortar por que já tem 5 filhos, porque foi estuprada pelo pai, porque não pode criar mais um rebento, ela só está lhe perguntando onde vai fazer isto (já que ela não tem dinheiro, e as ricas, claro, farão nas clínicas privadas) com suas parcas condições econômicas.
A decisão dela já está tomada.

Não seja cruel!!!
Isto é só enrolação.
Você não tem que concordar com nada disto, mas tem que respeitar o direito dos outros e facilitar a vida, mesmo de quem quer fazer mal a si próprio, como o viciado.

P.S.: 1. A instituição atende cerca de 800 viciados por dia (o que não é um problema de saúde tão insignificante como muita gente quer dá a entender) e muitos deles já estariam mortos, se não fossem se injetar lá.

2. Algumas pessoas beócias do Canadá alegaram: Mas a heroína é uma droga proibida!!! E eles responderam: É verdade. É proibida. Mas o governo canadense nunca reconheceu sua total incompetência para impedir que 800 viciados, só em Vancouver, tenham acesso à sua droga proibida todo dia!!!!

3. O único "senão" é que nem o Insite e, menos ainda, o governo canadense fornecem a heroína. Evitaria viciados roubando e se prostituindo para poder pagar a sua dose diária.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

A visita, por Presidiário Anônimo





A visita é aquilo que o preso
mais necessita.
Pois sem a visita
o preso é um desgraçado.

Ou seja, um louco,
fechado num quarto
de paredes brancas,
onde a aranha
é a nossa companhia.

Pois a visita é
o símbolo da paz,
pois é nesse dia que o preso
baixa a cabeça,
para esquecer
o que se passa
à frente dele.

É nesse mesmo dia
que ele procura
um companheiro,
que tenha os produtos
para esquecer onde se encontra.
Para esquecer essa tal visita
que ele tanto espera
e ao fim e ao cabo não chega.

A hora passa
e a visita não vem.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Ato dos Homens, de Kiko Goifman




Canal Brasil mostra que o melhor do cinema em 2011 está nas televisões públicas.
Exibiu Atos dos Homens, documentário de Kiko Goifman.

Sobre o massacre de 29 pessoas na Baixada Fluminense, (Nova Iguaçu e Queimados, especificamente) na noite de 31 de março de 2005.

Nunca se conseguiu saber exatamente o motivo da chacina.
11 policiais militares foram julgados por ela.
Imagina-se que os PMs estavam revoltados com as exigências de um novo comandante.

Parte do impacto na mídia se perdeu pois 1 dia depois morria o Papa João Paulo II e os jornais jogaram o assunto para os rodapés das últimas páginas.

Usando armas da PM (calibre 40) começaram a atirar aleatoriamente na Via Dutra, Nova Iguaçu, que corta a cidade, depois entraram em Queimados e terminaram a sua brutalidade.

Algumas idéias do filme e da internet sobre a chacina:

- "Estes PMs já faziam parte de grupos de extermínios existentes desde sempre nesta região. Eles só mudaram o patamar. Passaram da morte no varejo - 3 a 5 por semana - para atacado, 29 mortes em uma só noite".

- "Não existe isto de Poder Paralelo nesta região. Estes grupos representam um estágio da própria construção do estado e do poder político na região. Não é Poder Paralelo. É o Poder existente."
Sociólogo José Cláudio Souza Alves

- alguém no filme: " Primeiro eles perceberam que não precisavam estar usando outras pessoas para exterminarem os bandidos (policiais aposentados, por exemplo), eles próprios poderiam fazê-lo sem problema. Agora se perguntam porque precisam de poder político de outros para acobertá-los. E passaram a entrar nas carreiras políticas."

- no filme um fotógrafo de página policial do jornal:
"Já tirei milhares de fotos de cadáveres que aparecem executados todos os dias nesta região, mas não pude deixar de me comover com uma das histórias do massacre:
No último bar onde os policiais passaram eles executaram 4 pessoas. Um garoto de 14 anos conseguiu se esconder atrás da máquina de fliperama. Foi encontrado e o fliperama foi jogado no meio da rua. O terror do menino não deixou ele sair do lugar onde estava, todo contorcido, atrás da máquina de fliperama. Foi executado ali mesmo."

Parabéns ao Canal Brasil e TV Cultura que estão exibindo o que de melhor existe no cinema mundial. É uma pena que brasileiro só queira assistir novela e jogo de futebol e percam a bela oportunidade de ter um pouco de consciência sobre muitos problemas. A audiência destes filmes não deve passar de 1% e a repercussão em blogues na internet é insignificante.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Arrogância




Um oficial vai a uma fazenda, em Formiga, MG, e diz ao velho fazendeiro:
- Preciso inspecionar sua fazenda por suspeita de plantação ilegal de maconha!

O fazendeiro diz:
- Sim senhor, mas não vá naquele campo ali !!!

O oficial, cheio de arrogância:
- O senhor sabe que tenho o poder do governo federal comigo?

E tira do bolso um crachá mostrando ao fazendeiro:
- Este crachá me dá a autoridade de ir onde quero, e entrar em qualquer propriedade. Não preciso pedir ou responder suas perguntas.
Está claro?
O fazendeiro pede desculpas.

Poucos depois o fazendeiro ouve uma gritaria e vê o oficial correndo perseguido pelo "Santa Gertrudes", o maior touro da fazenda.

A cada passo o touro vai chegando mais perto do oficial, que parece que será chifrado antes de conseguir alcançar um lugar seguro.
O oficial está apavorado.

O fazendeiro, mineirinho muito educado e solícito, larga suas ferramentas, corre para a cerca e grita:

- Mostra o CRACHÁÁÁÁÁÁÁÁ a ele...!

domingo, 15 de maio de 2011

Vogue Brasil Maio 2011 inaugura padrão de excelência.




Se você era dos que ficavam esperando a Vogue Americana de Setembro para ver o que de melhor existia em publicação de modas, sua espera acabou.

A Vogue Brasil de Maio de 2011 abre um novo padrão de excelência entre revistas MUNDIAIS de moda.
Anna Wintour, a badalada editora da Vogue Americana, que mereceu um documentário especial no número de setembro de 2007, deve ter ficado enciumada. O incensado documentário chama-se "A EDIÇÃO DE SETEMBRO" fez o preço destas edições se multiplicarem por 10 x no Ebay. Felizmente eu já tinha comprado quase todos, de 1998 a 2010.

Não que as publicações de moda brasileiras sejam fajutas.
Pelo contrário, no último ano elas ombreiam com quaisquer das suas similares francesas ou americanas ou italianas.
Marie Claire, Elle e Vogue brasileiras, entre outras, já são o estado de arte das publicações de moda.

O que a Vogue Brasil de maio de 2011 fez foi uma edição memorável e imperdível.
Mais de 500 páginas de textos saborosos e um editorial de mais de 100 páginas com o fotógrafo Mario Testino.
Que eu lembre nunca vi este tamanho de editorial em nenhuma delas.
Parabéns à Vogue Brasil.
Já era boa quando tinha o padrão das revistas Globo e agora ficou insuperável com o padrão Condé Nast.

Claro que não existe moda sem um pouco de delírio e dissociação da realidade.
Então lá na página 270 da edição tem um pequeno rodapé:
"Quer investir em pedras preciosas sem sofrer no bolso?
Conheça nosso top 5 de jóias ACESSÍVEIS:
1 - um brinco da Amsterdan Sauer por 7.120 reais.
2. - Um anel de Ruth Grieco por APENAS 6.500 reais.

Eu disse ACESSÍVEL ?
ah ah ah ah ah